CPI da Covid

Brasília ANS tinha denúncia de médica da Prevent Senior desde 2020

ANS tinha denúncia de médica da Prevent Senior desde 2020

Senadores apontam omissão da agência

O vice-presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), mostrou nesta quarta-feira (6) uma denúncia enviada por uma médica da Prevent Senior à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), em abril do ano passado, sobre falta de autonomia médica e obrigatoriedade da prescrição do chamado 'kit Covid', composto de medicamentos sem comprovação de eficácia contra a doença. A informação contraria alegação do diretor-presidente da ANS, Paulo Roberto Rebello Filho, que disse que a agência só soube de denúncias sobre a operadora após as acusações feitas no âmbito da CPI, recentemente.

Segundo o senador, a profissional fez denúncias em março e maio do ano passado. Depois, voltou a fazer uma denúncia em abril deste ano, e a agência só respondeu em outubro. Após a resposta da ANS, com uma série de questionamentos, a médica enviou mensagens de WhatsApp comprovado as suas denúncias, nas quais ela aponta que havia imposição por parte da operadora de que os "profissionais de saúde prescrevessem determinados medicamentos aos pacientes com Covid-19, restringindo a autonomia médica".

Últimas