Brasília Exclusivo: investigados por agiotagem levaram R$ 800 mil para batalhão da PMDF

Exclusivo: investigados por agiotagem levaram R$ 800 mil para batalhão da PMDF

Nutricionista fez o saque em uma agência de Taguatinga. Ela operava para um sargento da PM, segundo investigações

O sargento da PMDF Ronie Peter Fernandes da Silva, preso por suspeita de agiotagem, ameaça e lavagem de dinheiro, tinha uma rede de operadores que atuavam na tentativa de, nas palavras da polícia, “branquear” o dinheiro adquirido de forma ilegal.

No dia 23 de setembro deste ano, a Divisão de Repressão a Roubos e Furtos da Polícia Civil do DF (DRF/CORPATRI) monitorou uma retirada de aproximadamente R$ 800 mil em uma agência bancária de Taguatinga. O valor foi sacado por Raiane Gonçalves Campelo, mas retirado da instituição por Alison Silva Lima. Os dois seguiram em carros separados para o estacionamento de um batalhão da PMDF em Taguatinga, onde a bolsa com o dinheiro é repassada para o veículo de Raiane, um modelo de luxo da marca BMW.

Ronie, Raiane, Alison e outras três pessoas foram presas na última terça-feira (16) durante a Operação SOS Malibu, deflagrada pela DRV/Corpatri. Entre os presos também estão o irmão de Ronie, Thiago Fernandes da Silva, e o pai deles, Djair Baía da Silva. Um dos investigados seria preso em São Paulo, mas não foi encontrado e está foragido.

Últimas