Notícias Casa de Taipa do Parque Burle Marx terá restauração

Casa de Taipa do Parque Burle Marx terá restauração

Agência Estado

Uma parceria de iniciativa privada vai garantir a preservação de um dos patrimônios arquitetônicos mais ameaçados da capital paulista. Serão iniciados os trabalhos de restauração da Casa de Taipa do Parque Burle Marx, uma das poucas construções remanescentes do ciclo de produção da arquitetura bandeirista. Construída no século 19, a casa foi erguida com paredes de argila e cascalho socados (taipa de pilão), seguindo uma tradição construtiva milenar trazida ao Brasil pelos portugueses e largamente empregada no período de bandeiras. Hoje, o prédio está danificado e deteriorado pela ação do tempo.

O acordo envolve o Parque Global, um complexo imobiliário de alto padrão, e a Fundação Aron Birmann, administradora do Burle Marx, para restaurar o ícone arquitetônico, considerado um importante atrativo do parque. A parceria inclui ainda melhorias nas trilhas e no bosque de jabuticabeiras que circunda o casarão. O processo tramita desde 2017.

Após a série de avaliações e autorizações emitidas por órgãos de preservação, o aval para início das obras pode sair nas próximas semanas. A expectativa é de entregar a Casa de Taipa revitalizada em 2023.

A parceria foi anunciada pelo presidente do Conselho da Fundação Aron Birmann ao lado do diretor-geral da Benx Incorporadora, Luciano Amaral, e de Daniela Almada, diretora da Related Group. "É um prazer enorme poder contribuir com a restauração da histórica Casa de Taipa, um símbolo arquitetônico importante da nossa história. Investir em mais espaços de cultura, que valorizam a nossa arte e a nossa história, é um caminho bom para todos", disse Amaral.

O projeto de restauro patrocinado pelo Parque Global prevê que a construção seja refeita utilizando o mesmo processo original, de taipa de pilão. "Algumas paredes precisarão receber tratamento com alvenaria também, por questões estruturais", explicou a gerente de meio ambiente da Benx, Ana Paula Dominguez da Costa. O piso será refeito com aplicação de revestimento cerâmico padrão, segundo ela. "Para restauro do telhado será necessário trocar parte do madeiramento, assim como será feito com portas e janelas, respeitando a referência das imagens históricas para estar o mais fiel possível à versão original. Inclusive, foram guardadas as peças do telhado original que permitiam reúso", acrescentou.

EVENTOS

Com a iniciativa, a Casa de Taipa permanecerá sob a administração da fundação, mas deve assumir novas funções, abrigando ações ligadas à cultura e à educação, além de eventos com número restrito de convidados, como cursos e exposições. O empreendimento fica entre o Parque Burle Marx e o Shopping Cidade Jardim, na Marginal do Pinheiros, com área de Mata Atlântica tombada e preservada, em terreno de 218 mil m². É considerado o maior projeto do mercado imobiliário na América Latina. A capital tem ainda outros exemplos desses casarões, como a Casa do Bandeirante (Butantã), Casa do Sertanista (Caxingui), e exemplares em Santana, Jabaquara, Itaim-Bibi e Tatuapé.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Últimas