Casos de covid estão se estabilizando no Brasil e nos EUA, diz diretora da Opas

A diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne, afirmou nesta quarta-feira (2) que os casos do novo coronavírus estão se estabilizando no Brasil e nos Estados Unidos após "meses de disseminação implacável". "No entanto, esses dois países continuam a relatar a maioria dos novos casos de covid-19 em todo o mundo, um sinal claro de que a transmissão ainda está ativa", ponderou, em coletiva de imprensa neste início de tarde.

Carissa Etienne destacou que a doença, hoje ainda pandêmica, estará presente no mundo por anos - por isso, a ampliação de sistemas de saúde e o aumento de médicos por habitantes se faz fundamental. "Os profissionais da saúde precisam ser os primeiros a receber uma vacina", alertou. "Nós precisamos deles para vencer a pandemia".

Sobre imunizante, o diretor-assistente da entidade ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), Jarbas Barbosa, ressaltou que a vacina russa contra a covid-19 ainda não está aprovada, mas em fase de investigação. "Cientistas estão trabalhando como nunca para oferecer uma vacina o quanto antes", completou Etienne.