Anvisa suspende retenção de receita para Ivermectina e Nitazoxanida

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revisou, durante

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) revisou, durante reunião realizada nessa terça-feira (1º), a exigência de retenção de receita para os medicamentos Ivermectina e Nitazoxanida.

Leia também: Paraíba registra mais 827 novos casos de coronavírus em 24h

Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio

“Neste contexto, verificou-se que os medicamentos Ivermectina e Nitazoxanida, no momento, não se encontram sob ameaça de desabastecimento de mercado. A alteração foi adotada visando garantir o acesso da população ao tratamento de verminoses e parasitoses bastante conhecidas e bem significativas”, diz a agência.

De acordo com a Anvisa, a medida faz parte do monitoramento de substâncias sujeitas a controle em virtude da emergência de saúde pública em função da pandemia relacionada ao novo coronavírus (Covid-19).

“A decisão considera ainda que os dois medicamentos já são de prescrição médica e não vêm sendo utilizados em doenças e pacientes crônicos”. A medida começa a valer a partir da publicação no Diário Oficial da União.

*Com informações da Anvisa

Saiba mais sobre o coronavírus na cobertura do Portal Correio Acompanhe gráficos e curva de contágio do coronavírus na PB Veja aqui as últimas notícias sobre o novo coronavírus Doações ajudam afetados pela pandemia; saiba como colaborar Saiba como se proteger e onde ter atendimento para coronavírus Coronavírus: Especialista orienta sobre uso de máscaras caseiras Acompanhe aqui a situação dos leitos no estado