Cidades Após saída de Givanildo, Hélio Cabral assume comando do Campinense

Após saída de Givanildo, Hélio Cabral assume comando do Campinense

Com a saída de Givanildo Sales, o elenco do Campinense passou a

Portal Correio

Com a saída de Givanildo Sales, o elenco do Campinense passou a ser comandado por Hélio Cabral, interinamente. O time Raposa volta a campo na quarta-feira (21), às 20h, no Amigão, em Campina Grande, novamente contra o Globo-RN, na volta do returno. O jogo vale pela Série D do Campeonato Brasileiro.

Leia também: Givanildo Sales pede demissão do Campinense

Esta é a segunda vez que Hélio Cabral comanda o elenco do Campinense. Neste ano, ele esteve à frente da equipe, nas disputas do Campeonato Paraibano, com a saída de Evandro Guimarães. É possível que Hélio Cabral seja o responsável para colocar o time em campo contra o Globo-RN.

Na temporada de 2020, o Campinense disputou o Campeonato Paraibano, sendo vice-campeão, e agora participa do Campeonato Brasileiro na Série D. Durante essas duas competições, o elenco da Raposa já foi comandado por cinco treinadores, sendo que um ficou orientando os treinos sem chegar a Campina Grande.

Troca-troca de treinadores

A cronologia de técnico com estadia na Toca da Raposa, começou com Oliveira Canindé, responsável pela montagem do elenco que iniciou o Certame Estadual. Mas, durante a pandemia, devido ao coronavírus, ele foi dispensado por telefone.

Para substituir Oliveira Canindé, a diretoria do Campinense anunciou Ruy Scarpino, que nem se apresentou. Em seguida, os dirigentes rubro-negros confirmaram Evandro Guimarães, que comandou o elenco durante uma semana. Então Hélio Cabral assumiu interinamente, comandando o time em duas partidas, inclusive com o empate de 0 a 0 com o Botafogo.

O Campinense resolveu contratar Ney Júnior, que era assistente de Ruy Scarpino. Não deu certo. Hélio Cabral reassumiu o time no clássico contra o Treze e a Raposa venceu por 1 a 0, no último jogo do Paraibano.

Por fim, mais uma troca no comandado técnico da Raposa, com a chegada de Givanildo Sales. Ele comandou o time em três amistosos, com duas vitórias e uma derrota. No Campeonato Brasileiro, com o comando de Sales, foram sete jogos com uma vitória, quatro empates e duas derrotas.

*Reportagem de Franco Ferreira. 

Últimas