Cidades Aracruz (ES): criança melhora e sai da UTI, mas menina de 14 anos e 2 adultos seguem em estado grave

Aracruz (ES): criança melhora e sai da UTI, mas menina de 14 anos e 2 adultos seguem em estado grave

Rapaz de 16 anos entrou em duas escolas da cidade capixaba na manhã da sexta-feira (25) e disparou contra professores e alunos

  • Cidades | Do R7

Jovem de 16 anos praticou crimes em escolas do ES

Jovem de 16 anos praticou crimes em escolas do ES

Reprodução/Record TV

Três dias depois do atentado contra duas escolas em Aracruz (ES), uma criança de 11 anos conseguiu reagir aos ferimentos à bala e saiu da UTI, de acordo com boletim da Sesa (Secretaria da Saúde do Espírito Santo) divulgado na manhã desta segunda-feira (28).

Porém, duas mulheres adultas e uma menina de 14 anos ainda estão em estado grave. Até agora, quatro pessoas morreram em decorrência dos atentados a duas escolas de Aracruz. Na ocasião, um rapaz de 16 anos entrou nos colégios, invadiu salas de aula e a dos professores e começou a disparar.

O governo estadual confirma que duas mulheres, com idade entre 45 e 52 anos, estão internadas em estado grave na UTI do Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves (HEJSN). Além delas, uma menina de 14 anos encontra-se entubada na UTI do Hospital Infantil N. Sra. da Glória (HINSG), em estado geral "muito grave".

A boa notícia é que um menino de 11 anos de idade evoluiu do estado grave para estável, mas ainda requer cuidados na unidade semi-intensiva. A criança também está no Hospital Infantil N. Sra. da Glória e, assim como a garota de 14 anos, recebe tratamento no pronto-socorro do HINSG Dra. Milena Gotardi.

Além desses pacientes em estado grave, uma mulher de 58 anos está internada no Hospital Estadual de Urgência e Emergência São Lucas (HEUE). A paciente espera "melhora de feridas em membro inferior para ser submetida a nova cirurgia", de acordo com o governo capixaba. O quadro de saúde dela é estável.

No final desta segunda-feira (28), a Secretaria de Saúde do estado deverá emitir um novo boletim com o estado de saúde das vítimas.

Mortes em atentado de Aracruz (ES)

A Sesa confirmou, no último sábado (26), que uma mulher de 36 anos morreu em decorrência do ataque. Ela estava internada em estado grave. Antes dela, duas professoras e uma aluna haviam sido mortas nos locais dos atentados.

A professora Flávia Ambos Marcon Leonardo, de 36 anos, foi atendida no local pelo Samu e transferida para o Hospital Estadual Dr. Jayme dos Santos Neves (HEJSN), onde passou por cirurgia. Ela não resistiu aos ferimentos.

Nas escolas, morreram a professora de matemática Cybelle Passos Bezerra Lara, de 45 anos, a docente de artes Maria da Penha Pereira de Melo Banhos, de 48 anos, e a aluna Selena Sagrillo Zucoloto, de 12 anos.

Ataque em Aracruz (ES)

Na manhã da última sexta-feira (25), um adolescente invadiu duas escolas armado com uma pistola e um revólver que pertenciam ao pai, que é policial militar. Três pessoas morreram no local e 13 pessoas ficaram feridas — cinco delas em estado gravíssimo. Uma quarta pessoa baleada não resistiu e morreu no último sábado.

Segundo testemunhas, o jovem fugiu após o atentado em direção à segunda escola. A polícia confirmou a versão e disse que o rapaz usou um carro Duster de cor dourada. Ainda de acordo com o capitão Alexandre, do 5º Batalhão da Polícia Militar, o autor dos disparos foi estudante do colégio Primo Bitti.

Últimas