Atletas levam o nome de João Pessoa aos quatro cantos do mundo

A carreira de um atleta começa logo na infância. Primeiro, há o

A carreira de um atleta começa logo na infância. Primeiro, há o contato inicial com o esporte, logo depois, os primeiros treinamentos, aulas, aperfeiçoamento, paixão. As pessoas se apaixonam pelo espírito que constroem a partir da competitividade, da emoção e da representatividade. Isso tudo começa logo nos primeiros anos de idade, seja em uma praça do bairro, em um clube ou até mesmo em casa com a família.

Leia também:

CBV anuncia datas do retorno do circuito nacional

A identidade do atleta vai se formando pelo meio em que ele vive, pelos costumes adquiridos naquele local e pela força da representação nas disputas em competições. Carregar o nome de uma cidade ou de um estado pelo mundo afora é uma missão difícil, digna de grandes atletas. Aproveitando a oportunidade do aniversário de 435 anos de João Pessoa, o Portal Correio apresenta relatos de alguns desportistas locais que brilharam ou brilham mundialmente, levando o nome da Capital de todos os paraibanos por todo o planeta.

O nadador Kaio Márcio, o atleta de vôlei de praia Álvaro Filho e o jogador de futebol americano Rodrigo Dantas, todos eles desportistas que fizeram/fazem história no esporte local, contarão um pouco da responsabilidade de representarem o nome de João Pessoa no mundo.

Kaio Márcio

Nascido em 19 de outubro de 1984, em João Pessoa, Kaio Márcio Ferreira da Costa Almeida é um nadador brasileiro, especialista no nado borboleta. Foi recordista mundial nas provas de 50 m e 200 m borboleta em piscina curta, campeão mundial dos 100 m borboleta em piscina curta e nos 200 m borboleta em piscina longa, finalista olímpico em Pequim 2008 e quarto lugar no Mundial de 2009.

Um currículo tão extenso e de tantas conquistas mostra que Kaio foi além dos limites impostos, quebrando barreiras e se tornando um grande vencedor. Entretanto, tudo tem seu começo.

O atleta paraibano iniciou nas piscinas no ano de 1994, quando tinha apenas nove anos. A ocasião que fez Kaio iniciar uma trajetória vitoriosa é bem peculiar. Ele começou a nadar devido às crises de asma e, por recomendação médica, escolheu as piscinas como forma de driblar a doença, mas também incentivado por seu pai, José Márcio, que na juventude foi um grande atleta de polo aquático. Só aos 15 anos, Kaio percebeu que não estava para brincadeira e que o que começou por recomendação médica poderia virar o grande objetivo de sua carreira.

A superação de Kaio Márcio o levou, em 2003, às disputas do Campeonato Mundial de Natação em Barcelona, na Espanha, onde foi à semifinal dos 200 metros borboleta, ficando em 13º lugar. Também participou da prova dos 100 metros borboleta, ficando em 22º. Era o prenúncio de que boas braçadas ainda o aguardavam.

Em toda a carreira, Kaio Márcio conquistou várias medalhas e quebra de recordes. Atualmente ele continua sendo detentor de quatro recordes, sendo três deles sul-americanos (200 m borboleta, 100 m borboleta e 4×100 m medley) e um mundial (200 m borboleta).

O paraibano coleciona quatro medalhas de ouro pan-americanas (duas em 2007 e uma em 2011), além de um ouro conquistado no Campeonato Mundial de Piscina Curta, disputado em Xangai, na China, em 2006.

#td_uid_1_5f2b11d06f79d .td-doubleSlider-2 .td-item1 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/kaio-marcio-cbda-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_1_5f2b11d06f79d .td-doubleSlider-2 .td-item2 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/WhatsApp-Image-2020-07-31-at-18.01.08-80x60.jpeg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_1_5f2b11d06f79d .td-doubleSlider-2 .td-item3 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/WhatsApp-Image-2020-07-31-at-18.01.08-1-80x60.jpeg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_1_5f2b11d06f79d .td-doubleSlider-2 .td-item4 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/WhatsApp-Image-2020-07-31-at-18.01.08-2-80x60.jpeg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_1_5f2b11d06f79d .td-doubleSlider-2 .td-item5 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/WhatsApp-Image-2020-07-31-at-18.01.08-3-80x60.jpeg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_1_5f2b11d06f79d .td-doubleSlider-2 .td-item6 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/kaio_marcio-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } 1 of 6
Kaio Márcio

Kaio Márcio

Portal Correio
(Foto: Divulgação/CBDA)
Kaio Márcio

Kaio Márcio

Portal Correio
(Foto: Gabriel Botto/Portal Correio)
Kaio Márcio

Kaio Márcio

Portal Correio
(Foto: Gabriel Botto/Portal Correio)
Kaio Márcio

Kaio Márcio

Portal Correio
(Foto: Gabriel Botto/Portal Correio)
Kaio Márcio

Kaio Márcio

Portal Correio
(Foto: Gabriel Botto/Portal Correio)
Kaio Márcio

Kaio Márcio

Portal Correio
(Foto: Divulgação/CBDA) Relato

Álvaro Filho

Álvaro Magliano de Morais Filho, nascido em João Pessoa em 27 de novembro de 1990 é um jogador de vôlei de praia brasileiro, colecionador de importantes títulos para o esporte nacional e que ainda proporciona bastante orgulho ao povo pessoense, paraibano, nordestino e brasileiro.

Pujante ao mostrar a todos as suas raízes, Álvaro Filho sempre sobe ao pódio usando seu tradicional chapéu de cangaceiro, uma marca de sua carreira no esporte. Porém, sua trajetória começou há muitos anos, nas areias das praias de João Pessoa, logo nos seus primeiros anos de idade.

Já na infância, Álavro Filho sonhava em ser um grande atleta. Nas areias da praia de Manaíra, ele começou a dar os primeiros passos para uma carreira de sucesso no voleibol nacional. Ainda na infância, ele se mudou para a praia do Cabo Branco, onde realizava seus treinamentos diários.

O primeiro torneio em que ele pôde representar João Pessoa no cenário nacional foi um Campeonato Brasileiro de categorias de base, disputado em Fortaleza (CE), ao lado de sua dupla, o também paraibano Vitor Felipe. Em seguida, os resultados tomaram maiores proporções, com títulos nacionais, mas sempre representando João Pessoa com muito orgulho. A dupla paraibana conquistou a medalha de prata no Campeonato Mundial Juvenil de 2009, repetindo o resultado em 2010. Também em 2009, conquistou a medalha de prata nos Jogos Sul-Americanos de Praia. 

Em toda a carreira, Álvaro Filho coleciona várias conquistas. Vice-campeão Mundial na Polônia, em 2013, e dos Jogos Sul-Americanos, no Uruguai, em 2012, também soma entre seus títulos de destaque duas medalhas de prata em campeonatos mundiais juvenis. Em 2015 conquistou a medalha de prata nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. No início da temporada 2016/2017, se juntou ao sul-mato-grossense Saymon e foi campeão do torneio nacional de vôlei de praia.

Recentemente, em 2019, o atleta paraibano, juntamente com sua dupla, Alison Mamute, conquistou a classificação para as Olimpíadas de Tóquio, no Japão, que seriam disputadas em 2020, mas, devido à pandemia do novo coronavírus, foram adiadas para 2021.

#td_uid_2_5f2b11d071723 .td-doubleSlider-2 .td-item1 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/ricardoalvaro-filho-leva-o-ouro-em-natal-e-fica-perto-do-titulo-da-temporada-.jpg-CBV-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_2_5f2b11d071723 .td-doubleSlider-2 .td-item2 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/Fotos-públicas-alvaro-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_2_5f2b11d071723 .td-doubleSlider-2 .td-item3 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/jogo09m_187_myyrxAe-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_2_5f2b11d071723 .td-doubleSlider-2 .td-item4 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/felipe-e-vitor1-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } 1 of 4
Álvaro Filho

Álvaro Filho

Portal Correio
(Foto: Divulgação/Bruno Miani/Inovafoto/CBV) (Foto: Divulgação/Fotos Públicas)
Álvaro Filho

Álvaro Filho

Portal Correio
(Foto: Divulgação/Bruno Miani/Inovafoto/CBV)
Álvaro Filho

Álvaro Filho

Portal Correio
(Foto: Divulgação/Bruno Miani/Inovafoto/CBV) Relato

Rodrigo Dantas

O Futebol Americano sempre teve uma ligação peculiar com João Pessoa. No início, era comum encontrar grupos de amigos treinando a modalidade na areia das praias da Capital e, mais à frente, disputas acontecendo entre equipes formadas justamente por essas pessoas.

Não foi diferente com Rodrigo Dantas. Ele começou sua trajetória no Paraíba Ninjas em 2006, o primeiro time do estado. Nas praias paraibanas, disputou os primeiros torneios estaduais e estava no primeiro disputado na grama, em 2009, mas dessa vez defendendo o Paraíba Hurricanes. Representou o estado nos torneios de seleções estaduais que aconteceram em 2009 e 2010, ano que passou a integrar o time que nunca mais abandonou, o João Pessoa Espectros, que, pelo nome, dispensa apresentações.

O quarterback dos Fantasmas conquistou todos os títulos possíveis com a equipe: 9 vezes campeão do Nordeste (2011 a 2019) e 2 vezes campeão Brasileiro (2015 e 2019).

Mas ele não brilhou só no Espectros. Rodrigo Dantas foi convocado seis vezes para a Seleção Brasileira de Futebol Americano, para defender o ‘Brasil Onças’, nome dado à equipe brasileira. Pela Seleção, Dantas detém o recorde de passes para touchdowns (TDs), 8. No Mundial de 2015, ele foi responsável por três passes para TDs.

Segundo o Painel Estatístico do Futebol Americano do Brasil (FABR), entre 2016 e 2018, Dantas fez 54 passes para TDs, recorde absoluto no período quando consideramos apenas nacionais, e correu para outros seis.

#td_uid_3_5f2b11d072b47 .td-doubleSlider-2 .td-item1 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/Rodrigo-Dantas-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_3_5f2b11d072b47 .td-doubleSlider-2 .td-item2 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/5177273_a7fbd04f7595469a887a8283efd21995-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_3_5f2b11d072b47 .td-doubleSlider-2 .td-item3 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/37621901_2318441731711986_4523464022913187840_o-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } #td_uid_3_5f2b11d072b47 .td-doubleSlider-2 .td-item4 { background: url(https://portalcorreio.com.br/wp-content/uploads/2020/07/JoaoPessoaEspectros_Dantas_Ramalho-563x352-1-80x60.jpg) 0 0 no-repeat; } 1 of 4
Rodrigo Dantas

Rodrigo Dantas

Portal Correio
(Foto: Reprodução/Facebook)
Rodrigo Dantas

Rodrigo Dantas

Portal Correio
(Foto: Divulgação/João Pessoa Espectros)
Rodrigo Dantas

Rodrigo Dantas

Portal Correio
(Foto: Divulgação/João Pessoa Espectros)
Rodrigo Dantas

Rodrigo Dantas

Portal Correio
(Foto: Divulgação/João Pessoa Espectros) Relato