Cidades Campina Grande registra queda de 14% nos acidentes de trânsito

Campina Grande registra queda de 14% nos acidentes de trânsito

O número de acidentes de trânsito em Campina Grande sofreu redução de

Portal Correio

O número de acidentes de trânsito em Campina Grande sofreu redução de 14% no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período em 2019. Os dados foram divulgados na manhã desta quinta-feira (8) pela Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos de Campina Grande (STTP).

Veja mais notícias de Campina Grande no Portal Correio

De acordo com dados de 2020 apresentados no relatório divulgado pela Divisão de Estatísticas da STTP, em comparação com dados do mesmo período em 2019, verifica-se que no ano anterior ocorreram:

1.074 acidentes em geral (redução de 14%); 886 acidentes com moto (redução de 8%);  77 atropelamentos de pedestres (redução de 41%), e 17 acidentes fatais (aumento de 13%).

Em 2020, até o mês de setembro, foram registrados:

1.515 acidentes em geral; 1.241 acidentes com motocicletas; 104 atropelamentos de pedestres; 19 acidentes fatais sendo 20 óbitos, e 92 acidentes com envolvimento de álcool. (Obs. condutores e/ou vítimas).

Dos corredores que apresentaram redução, destacam-se três:

Juscelino Kubitschek (redução de 58%); – Elpídio de Almeida (redução de 40%);            e Aprígio veloso (redução de 37%).

Dentre os corredores que apresentaram aumento, destacam-se dois:

BR 104 (aumento de 45%) e Eng. Lourival de Andrade (aumento de 45%).

Segundo a STTP, a redução foi influenciada principalmente pelo mês de abril, com a queda de 38% e também pela expressiva diminuição no número de atropelamentos de pedestres.  Nos acidentes com envolvimento de motocicletas, houve uma redução de 8% nos seis primeiros meses, também por causa do mês de abril, quando a redução foi de 39%. Nos atropelamentos de pedestres, a redução foi mais expressiva (41%), visto que em cinco meses houve redução de 74% (junho), comparando com o mesmo mês em 2019.

Impactos da pandemia de Covid 19

Conforme a STTP, o distanciamento social e as medidas de combate ao coronavírus contribuíram expressivamente para a redução dos acidentes no primeiro semestre, dado que, no 1º trimestre, com exceção dos atropelamentos de pedestres, houve um aumento de 2% nos acidentes em geral, e de 6% nos acidentes com motocicletas.

Os dados do relatório são coletados e processados com ajuda de órgãos como a Companhia de Policiamento de Trânsito (CPTran), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Hospital de Trauma. Devido à pandemia, não estão contidos os acidentes colhidos no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) (óbitos), havendo, portanto, a possibilidade de posteriormente, ocorrer uma pequena variação para mais.

Últimas