Cidades Chuva alaga ruas da Capital, causa transtornos a moradores e atrai sapos e animais nocivos

Chuva alaga ruas da Capital, causa transtornos a moradores e atrai sapos e animais nocivos

Algumas ruas de João Pessoa ficaram alagadas, na noite dessa quinta-feira (29), devido às fortes chuvas que atingiram a cidade. Assista ao vídeo mais abaixo. A TV Correio esteve em um dos pontos mais críticos, a Rua Claudino de Sousa, em Mangabeira VIII. Lá, há um desnível no calçamento, o que favorece o acúmulo de […]

Portal Correio
Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Chuvas alagam ruas em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Correio)

Algumas ruas de João Pessoa ficaram alagadas, na noite dessa quinta-feira (29), devido às fortes chuvas que atingiram a cidade. Assista ao vídeo mais abaixo.

A TV Correio esteve em um dos pontos mais críticos, a Rua Claudino de Sousa, em Mangabeira VIII. Lá, há um desnível no calçamento, o que favorece o acúmulo de água. Moradores relataram que o problema acontece há mais de 10 anos. O ambiente úmido acaba atraindo animais nocivos à saúde humana, como o Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Além disso, é comum a presença de sapos e ratos na rua em dias chuvosos.

A TV Correio também teve acesso a vídeos que mostram alagamentos no acesso de Mangabeira ao bairro José Américo, na Rua João Alves Fragoso (Valentina), em localidades do Geisel e do Alto do Mateus e na Rua Rita Xavier de Oliveira (Mangabeira).

As chuvas continuaram na manhã desta sexta (30). De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP), o trânsito ficou lento nos seguintes trechos:

BR-230 com trânsito intenso e lento, sentido Cabedelo, no trecho entre o Assaí e o viaduto da Pedro II; Principal dos Bancários com trânsito intenso, sentido Centro, a partir do Espaço Equilíbrio do Ser; Av. Pedro II, sentido Centro, a partir do viaduto da BR; Av. Vasco da Gama, próximo do cruzamento com a Av. João Machado

Não há registro de acidentes nas áreas monitoradas pela Semob-JP.

O Portal Correio não conseguiu contato com a Defesa Civil de João Pessoa.

Últimas