Cidades Clubes têm até esta quinta para regularizarem débitos

Clubes têm até esta quinta para regularizarem débitos

Os clubes de futebol da Paraíba correm para negociarem com os órgãos

Portal Correio

Os clubes de futebol da Paraíba correm para negociarem com os órgãos públicos do Estado. O prazo, para regularizarem pendências, termina nesta quinta-feira (31), segundo informou o secretário da Secretaria da Fazendo do Estado da Paraíba, Marialvo Laureano. A regularização dos débitos é uma condição para que haja o Campeonato Paraibano em 2021.

Os clubes paraibanos entraram em um esquema com a troca dos ingressos por notas fiscais, superando valores que teriam direito. O esquema foi descoberto durante a Operação Cartola, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial Contra a Corrupção (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba.

Botafogo é o maior devedor

O Botafogo da Paraíba lidera o montante da dívida, com R$ 3,2 milhões; depois aparece o Campinense R$ 2 milhões; na terceira colocação o CSP com R$ 829,2 mil. Em seguida aparece o Atlético de Cajazeiras R$ 780,6 mil; enquanto o Sousa deve R$ 766,6 mil.

O Treze deve R$ 6184 mil, seguido do Auto Esporte, que tem um débito R$ 599,9 mil; o Serrano deve R$ 564,8 mil; o Paraíba tem R$ 397,8 mil de débito; o Nacional de Patos deve R$ 223,8 mil; depois aparece a Desportiva Guarabira com R$ 223,6 mil; o Santa Cruz tem débito de R$ 211,3 mil; o Internacional deve R$ 208,8 mil; o Lucena, hoje denominado de São Paulo Crystal, deve R$ 165,3 mil e o Esporte de Patos tem R$ 139,2 mil de débito.

Clubes precisam ter certidão negativa

Segundo o adjunto da Secretaria de Estado de Juventude, Esportes e Lazer (Sejel), José Marcos, os clubes com pendência terão que regularizar as situações até esta quinta-feira (31). Entre muitos documentos que os dirigentes têm que apresentar, estão certidão negativa da Controladoria-Geral do Estado (CGE).

Marcos afirmou que Botafogo, Perilima Sport Lagoa Seca e Treze foram os primeiros clubes a procurarem a Sejel. Os dirigentes estão dentro do prazo para tentarem regularizar a situação.

“Toda documentação será avaliada pelos órgãos competentes. Depois disso, caso os documentos sejam aprovados, dentro das normalidades, é que o clube terá o direito a receber o incentivo fiscal. É o próprio clube quem indica a empresa que passaram os recursos correspondendo ao valor que o clube tem direito”, afirmou.

Quanto cada clube vai receber

O Botafogo da Paraíba tem direito a receber cerca de R$ 923 mil. O Campinense deve receber R$ 646 mil. Já o Treze deve embolsar R$ 368 mil. O Atlético de Cajazeiras deve receber R$ 238 mil. CSP, Sousa, Perilima, Nacional de Patos, São Paulo Crystal e Sport Lagoa Seca têm direito ao mesmo valor, R$ 167 mil cada.

A realização do Campeonato Paraibano esta condicionada à liberação dos recursos financeiros. Os clubes, de acordo com o Treze, não têm condição de entrar na competição por falta de recursos. Segundo o time de Campina, a maioria dos clubes estão unidos seguindo esta decisão.

Campeonato Paraibano

A princípio, o Campeonato Paraibano 2021 será iniciado na segunda semana de fevereiro. Mas os dirigentes dos clubes assinaram uma documentação cancelando o evento. Eles alegaram que não têm recursos para contratar jogadores e saldar débitos anteriores.

Por isso, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) divulgou uma nota alegando que a realização da competição oficial do estado está condicionada à liberação dos incentivos fiscais por parte do governo. A competição, caso tenha o conselho arbitral na próxima semana, poderá começar no início de março. O início das partidas ocorre depois de 60 dias após publicação da tabela.

Por: Franco Ferreira

Últimas