Cidades Colocação pronominal é tema da coluna do professor João Trindade

Colocação pronominal é tema da coluna do professor João Trindade

É assunto de fácil domínio. No entanto, não se sabe a razão,

Portal Correio

É assunto de fácil domínio. No entanto, não se sabe a razão, muita gente tem dificuldade nele. Vamos tentar ajudar.

Antes de qualquer coisa, é preciso conhecer os pronomes oblíquos átonos. São eles: ME, TE, SE NOS VOS, O, A, OS, AS, SE, LHE, LHES.

Em relação ao verbo, os pronomes oblíquos átonos podem ocupar três posições:

Antes do verbo (próclise): “Eu te darei o céu…”.

No meio do verbo (mesóclise): Amar-te-ei para sempre.

Depois do verbo (ênclise): Amo-te, perdidamente.

FATORES DE PRÓCLISE

1.Palavras negativas: “Não me diga adeus agora, meu bem…”

2.Advérbios, desde que não isolados por vírgula:

a) Agora se arrepende do que fez. b) Agora, arrepende-se do que fez. Pronomes, de um modo geral*: a) Esses são os homens que nos assaltaram. b) Ninguém prestou socorro a ele. c) Aquilo me fez descrer nele.

*Os pronomes pessoais do caso reto (eu, tu, eles, nós, vós, eles) não têm fator; por isso, podem ser usados indistintamente, embora seja preferível a próclise.

Formas corretas:

Eu te adoro.

Eu adoro-te.

Conjunções subordinativas:

“Quando me enamoro/ dou a minha vida/ a quem se enamora de mim…”

Quando = conjunção subordinativa

Observação :

Nas conjunções coordenativas, não há fator, embora seja preferível a próclise.

Formas corretas:

Ela me desprezou, mas a admiro,

Ela desprezou-me, mas admiro-a.

Orações exclamativas e optativas (indicam desejo):

Vá embora! (exclamativa).

Deus te proteja! (optativa).

Preposição EM + gerúndio:

Em se tratando de futebol, o Flamengo é o time mais querido do Brasil.

FATORES DE MESÓCLISE

O pronome oblíquo átono só pode ficar mesóclise quando o verbo estiver no futuro do presente ou futuro do pretérito, desde que não haja fator de próclise:

Dar-te-ei um presente.

Dar-te-ia um presente.

Observe:

Nunca te amarei.

Note que nessa frase há o negativo nunca, que é fator de próclise; não poderia haver, portanto, a mesóclise. 

FATORES DE ÊNCLISE

1.Quando o verbo inicia a oração:

Dei-lhe o bastante para que ele sobrevivesse.

Nos imperativos afirmativos:

“Levanta-te e anda!”

Observação:

Nos imperativos negativos, é óbvio que haverá a próclise:

Não se levante!

ATENÇÃO:

De acordo com a norma culta, NÃO SE INICIA FRASE COM PRONOME OBLÍQUO ÁTONO.

Não se pode dizer: “Moça, me espere amanhã…”, mas sim: Moça, espere-me amanhã.

USO DO PRONOME OBLÍQUO ÁTONO COM AS FORMAS NOMINAIS

1.verbo auxiliar + infinitivo

Construções possíveis:

a) Devia comportar-me melhor.

                v.aux.     infin.

b) Devia- me comportar melhor. c) Não devia comportar-me daquele jeito. d) Não me devia comportar daquele jeito. e) Não devia me comportar daquele jeito. verbo auxiliar + gerúndio

Construções possíveis:

a) A tristeza se foi acabando. b) A tristeza foi-se acabando. c) A tristeza foi acabando-se. Verbo auxiliar + particípio

Construções possíveis:

a) O alimento se havia acabado. b) Os alimentos haviam-se acabado.

Observação:

Não se admite ênclise ao particípio:

Os alimentos haviam acabado-se (forma incorreta).

* João Trindade

Últimas