Cidades Com parte das portas fechadas, supermercado tem protesto no Rio

Com parte das portas fechadas, supermercado tem protesto no Rio

Protesto reúne ativistas de diferentes coletivos e organizações da sociedade civil em repúdio ao assassinato do soldador negro João Alberto Freitas

Agência Estado
Ato de Manifestacao por justica pela morte do Joao Alberto Silveira Freitas 40 anos e manifestantes se reúnem na rede de mercado Carrefour em todo pais ,e varios militantes e negros lutam juntos pedindo por respeito aos negros

Ato de Manifestacao por justica pela morte do Joao Alberto Silveira Freitas 40 anos e manifestantes se reúnem na rede de mercado Carrefour em todo pais ,e varios militantes e negros lutam juntos pedindo por respeito aos negros

JORGE HELY/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Manifestantes promovem um protesto na tarde deste domingo (22) em frente a uma filial da rede de supermercados Carrefour, dentro de um shopping na zona norte do Rio de Janeiro. O ato começou enquanto o supermercado funcionava com parte das portas fechadas.

O protesto reúne ativistas de diferentes coletivos e organizações da sociedade civil em repúdio ao assassinato do soldador negro João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, por dois seguranças brancos de um supermercado da rede em Porto Alegre, na noite de quinta-feira (19). Desde então, diversos protestos ocorrem pelo País.

Os manifestantes percorreram neste domingo os corredores do shopping com faixas e discursos pedindo o fim do racismo estrutural na sociedade brasileira e da violência que vitima negros no Brasil.

Ato começou enquanto o supermercado funcionava com parte das portas fechadas

Ato começou enquanto o supermercado funcionava com parte das portas fechadas

Jorge Hely/Framephoto/Estadão Conteúdo - 22.11.2020

Últimas