Cidades Comércio e administração pública têm 46% dos assalariados em JP

Comércio e administração pública têm 46% dos assalariados em JP

As atividades de administração pública, defesa e seguridade social; comércio; e reparação

Portal Correio

As atividades de administração pública, defesa e seguridade social; comércio; e reparação de veículos automotores e motocicletas concentravam 46% do pessoal ocupado assalariado em João Pessoa, conforme dados de 2018 do Cadastro Central de Empresas (CEMPRE), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).  As informações foram divulgadas este ano e compiladas pelo órgão em homenagem ao aniversário de 435 anos da capital paraibana, comemorado nesta quarta-feira (5).

Leia também: População da Capital cresceu mais de 250% em quase 50 anos

Segundo o cadastro, 82,6 mil pessoas atuavam como assalariadas na administração pública e áreas relacionadas, em João Pessoa, e 45,1 mil no comércio e reparação de veículos. Outros setores que se destacam na capital paraibana são os de saúde humana e serviços sociais, com 30,9 mil pessoas ocupadas, e de atividades administrativas e serviços complementares, com 27,9 mil.

Em 2019, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD C), cerca de 26,3% da população de 14 anos ou mais de idade, que estava ocupada no período de referência, era formada por trabalhadores dos serviços, vendedores dos comércios e mercados. Esse percentual cresceu frente a 2012, quando era de 21,6%. O grupo composto por profissionais das ciências e intelectuais, 2º maior da capital, também aumentou nesse período, passando de 13,8% para 18,1%.

Por outro lado, a categoria de ocupações elementares, que tem a 3ª maior participação, recuou de 17,1%, em 2012, para 13,1% em 2019. Outra grande redução foi observada em relação às pessoas ocupadas como diretores e gerentes, proporção que caiu de 7,2% para 4,2%

Do total de ocupados, 68,8% atuavam como empregados, 24,1% trabalhavam por conta própria, 5,6% eram empregadores e 1,5% formavam a categoria de trabalhador familiar auxiliar. Frente ao início da série, houve um aumento na participação dos ocupados como empregador e conta própria.

No último ano, a capital contava com 660 mil pessoas em idade de trabalhar, ou seja, com 14 anos ou mais. A taxa de participação dessa população na força de trabalho em 2019 (61,6%) permaneceu estável na comparação com 2012 (61,2%).

Já a taxa de desocupação, que aponta para a proporção de pessoas que não estavam ocupadas, mas procuraram emprego no período de referência da pesquisa, teve alta nesse intervalo, passando de 10% para 12,1%. Ao todo, 49 mil pessoas estavam desocupadas em João Pessoa, enquanto outras 254 mil estavam fora da força de trabalho, ou seja, não estavam procurando oportunidades para trabalhar.

Últimas