Cidades Comissão eleitoral do Campinense analisa pedido de impugnação de chapa

Comissão eleitoral do Campinense analisa pedido de impugnação de chapa

A primeira polêmica enfrentada pela comissão eleitoral do Campinense: analisar pedido de

Portal Correio

A primeira polêmica enfrentada pela comissão eleitoral do Campinense: analisar pedido de impugnação de uma das chapas. O candidato Carlos Gonzaga, da Chapa 1, solicitou impugnação da chapa encabeçada por Phelipe Cordeiro. O presidente da Comissão, William Paiva, promete parecer dentro do prazo legal.

Para formular o pedido, o empresário Carlos Gonzaga tem como base uma punição enfrentada por Phelipe Cordeiro junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). De acordo com a denúncia, Phelipe Cordeiro foi punido por 30 dias pelo STJD. Com isso, estaria impedido da concorrer as eleições do Campinense.

O candidato Phelipe Cordeiro afirmou que vai esperar o posicionamento da comissão eleitoral, mas que já está preparando a defesa. De acordo com o regimento eleitoral, a substituição de membro ou membros das chapas considerados inelegíveis pela comissão eleitoral pode ser até esta quarta-feira (23).

O presidente da comissão eleitoral, William Paiva, vai fixar a lista do Colégio Eleitoral contendo todos os sócios aptos a votarem e serem votados, nesta quarta-feira (23). O Prazo final para apresentação de recurso pelos sócios que não tiveram nome publicado na lista do Colégio Eleitoral aptos a votar termina na quinta-feira (24).

Segundo o edital de convocação, assinado pela presidente do Conselho Deliberativo, a Assembleia Geral Extraordinária, para escolher a nova diretoria executiva, e novos conselheiros, será no domingo (27), tendo como local o estádio Renatão, em Campina Grande, com início às 8h e término às 18h.

*Por: Franco Ferreira

Últimas