Atletico-MG leva para os pênaltis, mas é eliminado pelo Colón

Mineiros devolveram placar no tempo normal, mas foram superados por 4 a 3 nas penalidades

Goleiro foi carrasco do Galo em Belo Horizonte

Goleiro foi carrasco do Galo em Belo Horizonte

Douglas Magno / AFP / CP

O Atlético Mineiro foi derrotado pelo Colón, da Argentina, na disputa de pênaltis nesta quinta no Estádio do Mineirão e foi eliminado da Copa Sul-Americana. Após perder o jogo de ida por 2 a 1, o Atlético devolveu o placar no tempo regulamentar e foi para decisão nos pênaltis.

Com a desvantagem do primeiro jogo, o time mineiro começou a partida em uma situação incômoda. Assim, o Atlético pressionou desde o primeiro minuto. Após várias oportunidades desperdiçadas o Galo conseguiu abrir o marcador apenas aos 38 minutos com gol do atacante argentino Di Santo após passe do equatoriano Cazares. Com este resultado o time brasileiro já se garantia na final da Sul-Americana.

Mesmo com o placar favorável o Atlético continuou buscando gols, e o segundo veio aos 4 minutos da etapa final. Cazares dá bom passe para o colombiano Chará, que chuta cruzado para fazer 2 a 0. Com a desvantagem, o técnico do Colón faz substituições para aumentar o poderia ofensivo de sua equipe. Com isto a equipe argentina consegue marcar um gol no momento no qual o Atlético perdeu um pouco de intensidade.

Aos 33 minutos o volante Zé Welison comete pênalti em cima de Morelo. Rodríguez vai para a marca penal e faz o gol que leva a decisão para a disputa de pênaltis.
Disputa de pênaltis

Na disputa de pênaltis o goleiro Santos começou brilhando, ao defender a primeira cobrança do Colón, realizada por Morelo. Mas o arqueiro Burián pegou duas cobranças da equipe brasileira, do zagueiro Revér e do meia Cazares. Com isso o Colón venceu a disputa de pênaltis por 4 a 3 e desclassificou os mineiros.

Com a classificação desta quinta o Colón enfrenta o Independiente Del Valle, do Equador, na final da Copa Sul-Americana no dia 9 de novembro no Estádio Defensores del Chaco, no Paraguai.