Coronavírus

Cidades Covid-19: 60% das cidades não registram mortes na última semana

Covid-19: 60% das cidades não registram mortes na última semana

Número de mortes caiu em 10% dos municípios (18) e se manteve estável em 16%, segundo levantamento da CNM

  • Cidades | Do R7

Pacientes internados em UTI com covid-19

Pacientes internados em UTI com covid-19

Fernando BIzerra/EFE

Na última semana, 60,3% dos municípios brasileiros não registraram óbitos por covid-19, de acordo a 22ª edição da pesquisa sobre a covid-19 da CNM (Confederação Nacional dos Municípios), divulgada nesta sexta-feira (20). 

O levantamento foi realizada entre 16 a 19 de agosto e ouviu 1.896 prefeituras, o que representa 34,1% dos municípios brasileiros. A entidade aponta que a pesquisa nesta semana conta com amostra menor do que a de edições anteriores por problemas técnicos, mas afirma que a amostra é significativa e apresenta um bom cenário do que ocorre no enfrentamento da pandemia em âmbito municipal.

O número de mortes por covid-19 caiu em 10% dos municípios (18) e se manteve estável em 16% (303). Apenas 6,3%, (120) registram aumento no número de óbitos.

Os registros de novos casos confirmados ficaram estáveis em 31,5% das cidades (598),  diminuíram em 30,7% (582) e aumentaram em 16,4% (310). Não houve novos casos em 14,1% (267).

A variante Delta não foi identificada em 84,8% dos municípios (1.608). Outros 5,7% (120), já registraram a nova variante. Na semana passada, a variante foi identificada por menos de 4% dos Municípios.

Vacinação

Segundo a pesquisa, mais de 1.100 municípios, ou 57,4% dos respondentes, estão vacinando com a primeira dose pessoas de 18 a 24 anos nesta semana. Ao menos 62, ou 3,3% do total, aplicam a vacina em adolescentes acima de 12 anos sem comorbidades. É o que revela a realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM)

Apenas um município está imunizando pessoas acima de 50 anos, sete vacinam pessoas entre 40 e 44 anos, 60 aplicam doses na faixa etária entre 35 e 39 anos, 191 estão na faixa entre 30 e 34 e 481 imunizam pessoas com idade entre 25 e 29 anos.

Houve falta de imunizantes em 17,5%, ou 332  cidades. Desses, 80% afirmaram não conseguir aplicar a primeira dose e 39%, a segunda. 

Passaporte da vacina

Mais de 55% dos gestores, que correpondem a 1.046 cidades, pretendem exigir comprovante de vacinação para permitir o acesso a espaços públicos e coletivos, como estádios, supermercados e shopping.  Outros 35% negaram a possibilidade, e 9,9% não responderam.

Dos que concordam, 16,5% já estão adotando a exigência, enquanto 83%, ainda não. Medidas restritivas de circulação de pessoas ou atividades econômicas ainda são adotadas pela maioria dos municípios: 53%. Outros 39,5% afirmaram que não adotaram restrições nesta semana. 

Últimas