Coronavírus

Cidades Covid: veja o esquema de vacinação nesta quarta (30) em dez capitais

Covid: veja o esquema de vacinação nesta quarta (30) em dez capitais

Curitiba suspendeu a imunização dos caminhoneiros por falta de doses. SP distribuirá vacinas para pessoas com 42 e 43 anos

Vacinação contra a covid-19 segue em ritmo lento em grande parte do Brasil

Vacinação contra a covid-19 segue em ritmo lento em grande parte do Brasil

Reprodução/Agência Brasil - 29.06.2021

A vacinação da população contra a covid-19 continua sofrendo interferências em razão da falta de doses e o cronograma desta quarta-feira (30) foi alterado em algumas cidades. Assim, o ritmo da imunização segue lento em várias cidades brasileiras.

No Brasil, foram vacinados cerca de 72.6 milhões de pessoas com a primeira dose e mais 25.6 milhões também com a segunda dose contra a doença até a segunda-feira (28).

São Paulo

A partir desta quarta (30) e quinta-feiras (1º), a capital paulista começa a vacinar — com a primeira dose — pessoas de 42 e 43 anos. O público estimado pela Prefeitura de São Paulo nesta faixa etária é de 266 mil habitantes da cidade.

A SMS (Secretaria Municipal da Saúde) recomenda que os cidadãos façam o pré-cadastro no site VacinaJá para agilizar o processo de atendimento nas unidades de saúde.

Pessoas com 18 anos ou mais e residentes da capital paulista já podem se inscrever para tomar as doses remanescentes de imunizantes contra a covid-19, a chamada xepa da vacina.

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro deverá vacinar, nesta quarta, pessoas de 45 anos ou mais, além de gestantes e puérperas (que tiveram filhos nos últimos 45 dias) — que podem receber a imunização todos os dias da semana.

Segundo o cronograma estabelecido pela prefeitura carioca, as mulheres serão atendidas no turno da manhã e os homens à tarde.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio também já está aplicando, nas gestantes e puérperas que tomaram a primeira dose da vacina AstraZeneca, a segunda dose com a vacina da Pfizer, 12 semanas após a primeira dose.

A medida segue a recomendação do Ceec (Comitê Especial de Enfrentamento à Covid-19). No entanto, a secretaria recomenda que gestantes e puérperas avaliem os riscos e benefícios com seus médicos, além de assinar o termo de esclarecimento de vacinação.

Curitiba

Nesta quarta-feira, Curitiba não terá a continuidade do esquema de vacinação de caminhoneiros. A imunização do grupo foi suspensa desde a terça-feira (29) por falta de doses.

A prefeitura curitibana informou que, do último lote de imunizantes repassados pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná à capital paranaense, 1,3 mil doses estavam destinadas aos caminhoneiros, mas foram aplicadas mais de 2 mil no primeiro dia de convocação.

Desta forma, a retomada da imunização dos caminhoneiros, assim como dos demais públicos prioritários suspensos e da população geral (por idade), depende de chegada de nova remessa de vacinas.

Ainda nesta quarta, devem ser vacinados os motoristas e cobradores do transporte coletivo de Curitiba. Para esse grupo, a imunização é realizadas nas garagens onde trabalham, conforme lista fornecida pela Urbanização de Curitiba.

Também serão atendidos a população em situação de rua e os profissionais do transporte ferroviário agendados pelo aplicativo Saúde Já.

Segundo um balanço da prefeitura municipal, Curitiba registrou, na terça-feira (29/6), 796 novos casos de covid-19 e 22 mortes de moradores da cidade (13 óbitos nas últimas 48h). As vítimas são 16 homens e seis mulheres, com idades entre 20 e 87 anos. Dez pessoas tinham menos de 60 anos. 

Até o momento foram contabilizadas 6.134 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Porto Alegre

Porto Alegre amplia, nesta quarta-feira, a vacinação para faixa etária de 46 anos, conforme informou o site da prefeitura da capital gaúcha.

A imunização na capital gaúcha também vai continuar para os grupos anteriores:

— Homens com 50 anos ou mais;

— Profissionais de saúde e de apoio à saúde;

— Pessoas com deficiência a partir de 18 anos;

— Pessoas com comorbidades a partir de 18 anos;

— Funcionários das escolas municipais, estaduais e particulares de ensino infantil, fundamental, médio, técnico e superior;

— Gestantes e puérperas com comorbidades, e sem comorbidades mediante prescrição médica.

Em Cuiabá, somente três polos de vacinação devem funcionar nesta quarta (30) e as atividades em drive-thrus serão suspensas. 

A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) informou ainda que dispõe de quantidade reduzida de doses e, possivelmente, o estoque deverá acabar ao longo do dia.

A Prefeitura de Cuiabá informou, nesta terça, que depende do repasse de doses das vacinas para ampliar o atendimento da população local.

Pessoas de 18 a 49 anos sem comorbidades já podem se cadastrar para vacinação. Ao todo, o grupo contém cerca de 256 mil pessoas.

Salvador

A Prefeitura de Salvador deve dar continuidade à vacinação da primeira dose exclusivamente para pessoas em situação de rua nesta quarta-feira.

Por estratégia, a SMS (Secretaria Municipal de Saúde) suspendeu a aplicação das doses para os demais grupos habilitados.

Segundo a prefeitura soteropolitana, a retomada da imunização ocorrerá após o envio de novos lotes pelo governo federal.

Recife

A Prefeitura de Recife já abriu a vacinação para pessoas com 40 anos ou mais que residem na cidade. 

Mais informações sobre a campanha de vacinação na cidade podem ser obtidas no site da prefeitura recifense.

Fortaleza

Em Fortaleza, a lista de agendados para a vacinação desta quarta-feira estão disponíveis. No entanto, a prefeitura da capital cearense ainda não retomou o envio de mensagens do agendamento pelo aplicativo WhatsApp.

Belém

A cidade de Belém (PA) iniciou a aplicação da primeira dose de 38 e 39 anos (nascidas em 1982 e 1983).

Também será feita a imunização das pessoas que estão com a segunda dose da AstraZeneca em atraso. Mais informações podem ser obtidas no site da Prefeitura de Belém.

São Luís

A Prefeitura de São Luís (MA) informou que, nesta quarta, realizará a chamada para quem perdeu a vacinação e tem 40 anos ou mais.

Mais informações podem ser obtidas no site oficial da prefeitura municipal de São Luís — a primeira capital brasileira a imunizar o grupo de 18 anos sem comorbidades.

Últimas