Cidades CRM encontra problemas com EPI em hospital da PB

CRM encontra problemas com EPI em hospital da PB

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) encontrou problemas no Hospital O post CRM encontra problemas com EPI em hospital da PB apareceu primeiro em Portal Correio.

Portal Correio

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) encontrou problemas no Hospital Regional de Patos, no Sertão do estado, referência para casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Segundo fiscalização feita nesta terça-feira (7), a quantidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) seria suficiente apenas para as duas próximas semanas.

O CRM-PB apontou ainda que o hospital teria apenas dois respiradores para os pacientes com coronavírus, o que seria uma quantidade insuficiente diante do esperado no decorrer da epidemia. “Os pacientes suspeitos estão em uma ala específica, com laboratório, consultório e enfermaria”, disse o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques. Ele acrescentou que havia no momento apenas uma médica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que também estava atendendo no Hospital do Bem, o que seria uma falha gravíssima. Segundo o CRM-PB, os diretores não se encontravam no hospital.

Portal Correio

Portal Correio

Portal Correio
Equipe do CRM-PB percorre hospitais (Foto: Divulgação/CRM-PB)

A direção do hospital disse que não procede a informação que o hospital não tem EPI para atuação com segurança dos profissionais. “A quantidade de EPI que se encontra no hospital, inclusive de máscaras N95, é suficiente para suprir a demanda interna destes equipamentos por, pelo menos, 10 dias. Adianto que nesta data foi feita a compra de mais 1000 máscaras cujo fornecedor deu um prazo de entrega de até 15 dias”, informou a diretora do complexo, Liliane Sena.

“Vale salientar que a dificuldade de compra e entrega num prazo mais curto destes produtos de uso individual não é uma problemática isolada de nenhuma unidade de saúde, mas uma realidade mundial, devido à pandemia da Covid-19”, afirmou.

Ela explicou ainda que, seguindo orientações das autoridades de saúde, foram instituídos protocolos internos para que diante da escassez de EPI no mercado, que as máscaras N95, salvo as devidas condições, possam ser reutilizadas.

“A unidade também acabou de fechar uma compra de mais 2 mil aventuais descartáveis e impermeáveis, que são itens que já estavam sendo distribuídos com os profissionais da unidade, para regulação do estoque, e já recebemos doações de protetores faciais”, disse, finalizando as respostas, sem comentar sobre a situação dos respiradores, nem sobre a médica que atendia na UTI e no Hospital do Bem.

Outros hospitais

Quanto ao Hospital Infantil Noaldo Leite e a Maternidade Peregrino Filho, também em Patos, a equipe do CRM-PB disse ter encontrado uma situação “mais confortável” para o atendimento dos pacientes. “Os hospitais possuem EPIs suficientes e ainda quatro respiradores reservas, além de toda estrutura de UTI, para suspeitos e confirmados com Covid-19”, falou o membro da Comissão de Enfretamento ao Coronavírus do CRM-PB, Bruno Leandro.

Denúncias

O CRM-PB informou que está visitando diversos hospitais do esado que são referência e trabalham na retaguarda no atendimento a pacientes com suspeita ou confirmados com Covid-19. A entidade pede que médicos denunciem irregularidades e condições de trabalho ou hospitais, por meio o site do Conselho Federal de Medicina (CFM).

O post CRM encontra problemas com EPI em hospital da PB apareceu primeiro em Portal Correio.

Últimas