Cidades CRM-PB constata assistência médica precária em Rio Tinto

CRM-PB constata assistência médica precária em Rio Tinto

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) visitou o município de Rio Tinto,

Portal Correio

O Conselho Regional de Medicina (CRM-PB) visitou o município de Rio Tinto, no Litoral Norte da Paraíba, a 70 km de João Pessoa, na última quinta-feira (6) e constatou problemas na assistência à saúde da população de cerca de 24 mil habitantes.

Leia também: Secretário diz que ‘vírus não perdoa’ quem não mantém prevenção

Segundo o CRM-PB, o Hospital Municipal Dr. Francisco Porto não possui respiradores para estabilização dos pacientes com Covid-19, nem equipamentos para exames de imagem. Além disso, o CRM-PB constatou que há equipamentos de proteção individual (EPIs) inadequados, como a máscara KN95, não recomendada pela Anvisa para uso de profissionais de saúde que estão na linha de frente da pandemia. No entanto, há um Pronto Atendimento construído, com estrutura adequada, mas fechado e sem uso.

“Mais uma vez encontramos um município em que a população está sendo atendida de maneira precária, em uma estrutura hospitalar antiga e inadequada, sem equipamentos essenciais para atendimento a pacientes graves, enquanto há uma estrutura mais nova, inaugurada, mas sem uso”, ressaltou o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques.

Ele ainda explicou que mesmo que o hospital municipal não seja referência para pacientes com Covid-19, é necessário ter uma mínima estrutura para a estabilização dos casos moderados e graves, antes que esses pacientes possam ser transferidos para uma unidade hospitalar com mais condições de atendimento.

O conselheiro e membro da Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus do CRM-PB Bruno Leandro de Souza acrescentou que, apesar de estar sem funcionamento, a equipe do Conselho vistoriou o Pronto Atendimento e constatou que há uma sala de estabilização com canalização de gases e a estrutura necessária para atendimento. “Havia uma sala fechada onde estavam guardados equipamentos, mas que não conseguimos checar quais são esses aparelhos”, disse o conselheiro. Ele acrescentou que o CRM-PB já solicitou essas informações aos gestores municipais.

Desde o início da pandemia, já foram registrados 999 casos de infecção pelo novo coronavírus e 21 óbitos por Covid-19 em Rio Tinto, conforme dados da Secretaria Estadual de Saúde, divulgados nesse domingo (9). A cidade ocupa a 17ª posição no ranking estadual com o maior número de casos da doença.

O Portal Correio tentou falar com representantes da Secretaria de Saúde de Rio Tinto e com a diretoria do Hospital Municipal Dr. Francisco Porto, mas não obteve respostas até a publicação desta matéria. O espaço para declarações segue aberto através do e-mail redacao@portalcorreio.com.br.

Saiba mais sobre o coronavírus na cobertura do Portal Correio Acompanhe gráficos e curva de contágio do coronavírus na PB Veja aqui as últimas notícias sobre o novo coronavírus Doações ajudam afetados pela pandemia; saiba como colaborar Saiba como se proteger e onde ter atendimento para coronavírus Coronavírus: Especialista orienta sobre uso de máscaras caseiras Acompanhe aqui a situação dos leitos no estado

Últimas