Cidades CRM-PB interdita eticamente unidade de saúde na Paraíba

CRM-PB interdita eticamente unidade de saúde na Paraíba

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente a Unidade

Portal Correio

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) interditou eticamente a Unidade Mista de Saúde Maria Hermínia da Silveira, em Mogeiro, no Agreste da Paraíba, após fiscalização realizada na manhã desta quarta-feira (19), por constatar falta de médicos prestando atendimento.

Leia também:

Estado lança seleção de empresas para aquisição de testes de Covid-19

A unidade conta com médico apenas nas terças-feiras à noite e, nas sextas, sábado e domingo, por 24 horas. Nos demais horários, o atendimento é feito apenas pelo corpo técnico de enfermagem. Com a interdição ética, os médicos ficam impedidos de prestar seus serviços na unidade a partir da zero hora desta quinta-feira (20).

“Estamos enfrentando uma pandemia, uma situação grave e delicada. No entanto, uma unidade de saúde que presta serviços de urgência e emergência precisa ter médico de plantão 24 horas, todos os dias. No momento da fiscalização não havia nenhum médico no local. É um risco para a população e demais profissionais manter uma unidade de saúde aberta desta forma. Assim que o problema da escala médica for resolvido, faremos a desinterdição ética”, explicou o diretor de fiscalização do CRM-PB, João Alberto Pessoa.

Ele ainda acrescentou que a unidade não conta com um diretor técnico nomeado, o que precisa ser feito o mais breve possível, segundo o diretor de Fiscalização. Desde janeiro, o Departamento de Fiscalização do CRM-PB realizou mais de 150 vistorias em unidades de saúde da Paraíba.

O Portal Correio procurou falar com o prefeito de Mogeiro, Alberto Ferreira (PR), mas não conseguiu contato.

Últimas