Cidades Curitiba faz nova repescagem com a 1ª dose. Confira outras capitais

Curitiba faz nova repescagem com a 1ª dose. Confira outras capitais

Capital paranaense também oferece a segunda e a terceira dose à população nesta sexta-feira (15)

  • Cidades | Do R7

Confira como será a vacinação contra a Covid nas capitais brasileiras nesta sexta

Confira como será a vacinação contra a Covid nas capitais brasileiras nesta sexta

Reprodução/Prefeitura do Rio

A vacinação contra a Covid-19 avança no país, e as capitais brasileiras imunizam novos públicos nesta sexta-feira (15).

Em Curitiba, a prefeitura volta a fazer a repescagem com a primeira dose para aqueles que foram convocados e ainda não compareceram. A capital paranaense também oferece a segunda e a terceira dose à população.

Confira como será a vacinação contra a Covid-19 nas capitais brasileiras nesta sexta:

São Paulo

A cidade de São Paulo continua a vacinação com dose de reforço para profissionais da saúde com mais de 18 anos e idosos a partir de 60 anos que concluíram o esquema vacinal há pelo menos seis meses, bem como para pessoas com alto grau de imunossupressão com mais de 18 anos que tomaram sua última dose há pelo menos 28 dias.

A prefeitura também aplica a primeira dose em adolescentes de 12 a 17 anos e adultos a partir dos 18, além de oferecer a segunda aos públicos elegíveis. Saiba mais informações no Vacina Sampa.

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro vai vacinar com a terceira dose os idosos de 68 anos ou mais, os trabalhadores da saúde que concluíram o esquema vacinal em fevereiro e os imunossuprimidos a partir dos 12 anos. Saiba mais no site da gestão municipal

A segunda dose continua sendo oferecida aos públicos elegíveis, bem como a primeira está disponível para maiores de 12 anos que ainda não receberam sua aplicação.

Belo Horizonte

A prefeitura de Belo Horizonte vai aplicar a dose de reforço nos trabalhadores da saúde de 50 anos ou mais, completos até 31 de outubro. Para esse público se vacinar, é necessário levar o cartão de vacina, um documento de identidade, o CPF e um documento que comprove ser trabalhador em atividade ou em estabelecimentos de saúde na capital mineira. Saiba mais no site da prefeitura

Goiânia

A prefeitura de Goiânia aplica a primeira dose em adolescentes de 12 a 17 anos e também em adultos que perderam a imunização. A segunda dose de CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer será aplicada em quem tem data marcada para 15 de outubro ou em atraso.

A terceira dose será oferecida a idosos acima dos 60 anos que cumpriram seis meses de intervalo da segunda dose (até 15 de abril), aos imunossuprimidos com 30 anos ou mais que receberam a segunda dose há pelo menos 28 dias (até 16 de setembro) e aos trabalhadores da saúde que tomaram a segunda dose há seis meses. Saiba mais neste link.

Curitiba

Curitiba fará a repescagem da primeira dose para todas as pessoas que foram convocadas e ainda não compareceram.

Ainda haverá a segunda dose para aqueles que têm agendamento marcado pelo app Saúde Já. A segunda dose da Pfizer será antecipada para aqueles que receberam a primeira entre os dias 18 e 20 de agosto.

A terceira dose será destinada às pessoas convocadas no app Saúde Já e também àquelas que ainda não compareceram. Veja mais informações no site da prefeitura.

Recife

A capital pernambucana aplica a primeira dose no público de 12 anos ou mais que ainda não recebeu a vacina, bem como a segunda dose nos públicos que já concluíram o intervalo obrigatório.

A dose de reforço será aplicada em idosos e trabalhadores da saúde a partir de 60 anos após seis meses da conclusão do esquema vacinal, e também em imunossuprimidos que receberam a segunda dose ou dose única há 28 dias ou mais. Saiba mais no Conecta Recife.

Florianópolis

A prefeitura de Florianópolis aplica a dose de reforço em imunossuprimidos que concluíram o esquema vacinal até 17 de setembro e trabalhadores da saúde que receberam a segunda dose até 1º de abril.

A segunda dose será aplicada em quem já concluiu seu prazo obrigatório.

Últimas