Diário Digital Acusada de morte em motel afirma que crime foi cometido por desconhecido

Acusada de morte em motel afirma que crime foi cometido por desconhecido

E um depoimento marcado por contradições, Fernanda Aparecida da Silva Costa, 30 anos, acusada de ter matado em novembro de 2018 o empresário e ex-superintendente de Gestão de Informações do governo do Estado, Daniel Nantes Abuchaim, se mostrou nervosa durante interrogatório no tribunal do júri e alegou ter confessado o assassinato mediante tortura na delegacia. […] O post Acusada de morte em motel afirma que crime foi cometido por desconhecido apareceu primeiro em Diário Digital.

E um depoimento marcado por contradições, Fernanda Aparecida da Silva Costa, 30 anos, acusada de ter matado em novembro de 2018 o empresário e ex-superintendente de Gestão de Informações do governo do Estado, Daniel Nantes Abuchaim, se mostrou nervosa durante interrogatório no tribunal do júri e alegou ter confessado o assassinato mediante tortura na delegacia.  

 Fernanda é acusada de homicídio qualificado por motivo torpe já que, segundo a denúncia, o assassinato foi motivado por ciúmes porque a vítima teria assediado a companheira dela. Ainda de acordo com a denúncia, a acusada usou de dissimulação e convidou a vítima para ir até o motel e ter relação sexual.  O ministério público ainda qualifica o homicídio por recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

A mudança na versão da acusada nos últimos dois depoimentos durante o processo, na fase judicial, envolve uma terceira pessoa, ameaças e cobrança de uma dívida. Ela relata que foi sequestrada por um homem que mandou chamar Daniel ele para o motel e que esse envolvido que matou a vítima no banheiro. No tribunal Fernanda voltou a dizer que um homem desconhecido foi responsável pela morte do ex-superintendente de Gestão de Informações do governo estadual, Daniel Nantes Abuchaim. As facadas teriam ocorrido durante briga entre os dois, na cobrança de dívida.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Daniel Abuchaim foi morto a facadas dentro de motel e corpo abandonado em estrada vicinal (Foto: Divulgação)

A defesa de Fernanda busca sua a absolvição da ré. Segundo o advogado Dayver Magnum ela é inocente.  Conforme laudo da perícia, a vítima foi morta no banheiro e arrastada até a garagem. O corpo de Daniel foi encontrado às margens de uma estrada vicinal no Jardim Veraneio e dois dias depois do crime, Fernanda foi presa. Desde então ela aguardava julgamento na Penitenciária Feminina de Corumbá.

O júri está sendo realizado pela 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Campo Grande.

O post Acusada de morte em motel afirma que crime foi cometido por desconhecido apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas