Diário Digital Acusado de matar “sob efeito de drogas” é condenado a 4 anos

Acusado de matar “sob efeito de drogas” é condenado a 4 anos

Acusado de matar o lavador de carros Fabio Bernardi Santos, 38 anos, Antônio Carlos Rabelo foi condenado pelo Tribunal do Júri em Campo Grande, nesta terça-feira (02), a 4 anos de prisão por lesão corporal seguida de morte. O réu estava preso a 1 anos e 3 meses e teve este período descontado da pena, […] O post Acusado de matar “sob efeito de drogas” é condenado a 4 anos apareceu primeiro em Diário Digital.

Acusado de matar o lavador de carros Fabio Bernardi Santos, 38 anos, Antônio Carlos Rabelo foi condenado pelo Tribunal do Júri em Campo Grande, nesta terça-feira (02), a 4 anos de prisão por lesão corporal seguida de morte. O réu estava preso a 1 anos e 3 meses e teve este período descontado da pena, cumprindo o restante em regime aberto.

O assassinato aconteceu no dia 9 de outubro de 2019, na rua São Borja que fica, na Vila Rica. Houve a suspeita de que Antônio queria roubar a bicicleta de Fábio e acabou esfaqueando a vítima.

Durante as buscas, os policiais foram a vários pontos frequentados por usuários de droga e encontraram o suspeito. Na época, Antônio foi preso e confessou o crime, mas disse que o assassinato aconteceu por ‘desavenças antigas’. 

Durante o julgamento, o acusado pediu perdão a família da vítima, disse que estava arrependido e cometeu o crime sem intenção de matar sob efeito de entorpecentes.

Os jurados desclassificaram a conduta de homicídio doloso – quando há intenção de matar- e a conduta do réu se enquadrou em lesão corporal seguida de morte. Conforme laudos, autoria confessa e depoimentos, o magistrado compreendeu que a vontade foi de ofender a integridade física da vítima por uma ação culposa que acabou por causar a morte de Fabio.

Ainda durante o depoimento na manhã de hoje (2), Antônio afirmou que ambos estavam consumindo drogas há vários dias e esse foi o motivo para o crime. Houve uma discussão e Fábio acabou dando um tapa no rosto do acusado que, em seguida, esfaqueou a vítima.

Na época o caso foi registrado pela Derf (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto) porque a hipótese inicial seria de latrocínio, roubo seguido de morte, o que acabou não se confirmando. Com isso o acusado foi denunciado por homicídio simples.

O post Acusado de matar “sob efeito de drogas” é condenado a 4 anos apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas