Diário Digital Advogado alega que assassino confesso de Carla Magalhães, é doente mental

Advogado alega que assassino confesso de Carla Magalhães, é doente mental

Na manhã desta sexta-feira (13), está acontecendo o júri popular de Marcos André Vilalba, acusado de cometer crime de assassinato contra Carla Magalhães de 25 anos, na noite do dia 30 de junho de 2020. O julgamento está acontecendo na 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Campo Grande. Advogado de defesa Sebastião Francisco, advogado […] O post Advogado alega que assassino confesso de Carla Magalhães, é doente mental apareceu primeiro em Diário Digital.

Na manhã desta sexta-feira (13), está acontecendo o júri popular de Marcos André Vilalba, acusado de cometer crime de assassinato contra Carla Magalhães de 25 anos, na noite do dia 30 de junho de 2020. O julgamento está acontecendo na 2ª Vara do Tribunal do Júri, em Campo Grande.

Advogado de defesa Sebastião Francisco, advogado de defesa de Marcos André Vilalba, alega que o cliente é doente mental, mesmo sem laudo que comprove sua versão. Ainda afirma que Marcos não cometeu feminicídio, e que ele é réu confesso, que deve ser punido, porém de maneira correta.

Evani Magalhães, mãe de Carla Magalhães afirma não acreditar na versão de que Marcos André Vilalba, acusado de cometer o crime, tem problemas mentais. "Ele fez muita maldade com a minha filha, ele acabou com a minha vida. Meu desejo como mãe é que ele pegue pena máxima. Ele matou minha filha só porque ela não deu 'bom dia', até quando mulheres vão morrer só por não responder 'bom dia'?". Ele não é louco e nunca foi louco", ressalta.

Caso Carla

Carla Santana Magalhães, 25 anos, foi sequestrada, esfaqueada e, depois de morta, abusada sexualmente pelo vizinho Marcos André Vilalba de Carvalho, 21 anos, na noite de 30 de junho, no Bairro Tiradentes, em Campo Grande.

Carla não teve chance de gritar para pedir ajuda porque foi arrastada para casa do vizinho praticamente desmaiada, depois de um golpe mata-leão. Em questão de segundos, a vítima foi levada para dentro por Marcos e deixada na cama do quarto dele, inconsciente. Antes que pudesse acordar, o assassino esfaqueou a jovem no pescoço a primeira vez. Em seguida, vieram os outros golpes.

O corpo de Carla foi encontrado sem roupas, na esquina da casa dela, depois do assassino cometer necrofilia e dormir três noites com ele embaixo da cama. Marcos André aguarda julgamento preso, desde o dia 14 de julho.

O post Advogado alega que assassino confesso de Carla Magalhães, é doente mental apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas