Diário Digital Agente penitenciário é liberado após 10 horas de negociação

Agente penitenciário é liberado após 10 horas de negociação

Foram dez horas e meia de negociação. Às 2h45 deste sábado (2), o agente penitenciário feito refém na Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande (MS), foi liberado pelos internos. Os detentos realizaram motim para cobrar providências em relação ao contágio do novo coronavírus dentro do presídio. O agente […] O post Agente penitenciário é liberado após 10 horas de negociação apareceu primeiro em Diário Digital.

Foram dez horas e meia de negociação. Às 2h45 deste sábado (2), o agente penitenciário feito refém na Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande (MS), foi liberado pelos internos. Os detentos realizaram motim para cobrar providências em relação ao contágio do novo coronavírus dentro do presídio.

O agente penitenciário foi liberado sem ferimentos. Ele foi atendido pelos bombeiros e levado ao Hospital Cassems. Já os três internos e outros quatro que também estavam envolvidos foram transferidos para um presídio em Campo Grande.

As reivindicações começaram na sexta-feira (1°) às 16h. Os detentos pediam providências quanto aos contaminados pelo novo coronavírus, que seriam aproximadamente 300 internos com casos positivos.

Contundo, o interno que liderou o grupo solicitava transferência para Santa Catarina (SC) e os demais maior atenção nos processos judiciais. Segundo eles, a intenção dessa ação era chamar a atenção da mídia e da Justiça.

O site Ponta Porã News informou também que os presos estariam coordenando uma ação do 'tomada' da penitenciária, além de exigirem a imprensa nacional para que o 'motim' fosse transmitido e, que eles acompanhassem pela televisão.

Logo em que a situação aconteceu, o Batalhão de Choque, Departamento de Operações de Fonteira, Polícia Civil e Comando de Operações Penitenciárias foram chamados. O Batalhão de Operações Especiais (BOPE) também esteve no estabelecimento Penal, assumindo as negociações por volta das 22h de sexta-feira.

Além disso, uma comissão de advogados representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) estiveram no local e deixaram o presídio sem que uma solução fosse encontrada para a libertação do agente que estava em uma cela, onde os presos rebelados ameaçam matá-lo com uma faca.

O presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária de Mato Grosso do Sul (Sinsap) André Santiago, que está no presídio, conversou com o site que há dez dias foi denunciado um plano de fuga dos presos, inclusive encontrado armas que ajudariam na ação criminosa.

Segundo ele, a Secretaria de Segurança Pública já estava ciente e vinha monitorando os detentos. “Havia um plano de fuga e motim na penitenciária, armas foram encontradas, e os presos estavam sendo monitorados”, afirmou. André foi da Capital para a fronteira, afim de acompanhar o caso.

(Com informações Ponta Porã News e Ponta Porã Informa)

O post Agente penitenciário é liberado após 10 horas de negociação apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas