Diário Digital Agepan orienta passageiros sobre como registrar reclamações do transporte intermunicipal

Agepan orienta passageiros sobre como registrar reclamações do transporte intermunicipal

Entre os direitos assegurados aos passageiros do transporte rodoviário intermunicipal em Mato Grosso do Sul está o de viajar com pontualidade em condições de segurança, higiene e conforto. Se o ônibus estiver fora desses parâmetros, o usuário pode fazer uma reclamação junto à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos – Agepan.   Por meio da Ouvidoria, a […] O post Agepan orienta passageiros sobre como registrar reclamações do transporte intermunicipal apareceu primeiro em Diário Digital.

Entre os direitos assegurados aos passageiros do transporte rodoviário intermunicipal em Mato Grosso do Sul está o de viajar com pontualidade em condições de segurança, higiene e conforto. Se o ônibus estiver fora desses parâmetros, o usuário pode fazer uma reclamação junto à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos – Agepan.   Por meio da Ouvidoria, a Agência recebe, trata, se necessário encaminha para a fiscalização ou atua diretamente junto à concessionária para solucionar o problema.

O relato do passageiro é essencial, aliado a outros elementos que demonstrem alguma irregularidade. “É muito importante que o usuário junte todas as informações possíveis, inclusive com fotos e vídeos que tiver, para identificar o veículo e assim podermos registrar de forma completa a solicitação, acionar prestadora do serviço, e para que a própria empresa também adote as providências”, orienta a Ouvidoria Cristiane Leite.

Fique atento às dicas sobre as informações necessárias no momento de fazer uma reclamação:

Guarde o bilhete de passagem. Em qualquer reclamação sobre a viagem ele é um documento importante, e, especialmente, se envolver pedido de reembolso. Ao fazer cópia, fotografar ou gravar imagem do bilhete, identifique o número, a data, o horário, origem, destino. Alguns reclamantes enviam imagens (foto/vídeo) do problema percebido no veículo, como falhas na conservação/manutenção da poltrona, do ar condicionado, do assoalho, janela, sanitário, cinto de segurança, etc. Não é obrigatório, mas se o usuário dispuser desse material, pode anexar no momento do registro. Não esqueça de identificar claramente o veículo ao qual se refere. Isso pode ser feito com uma anotação da placa (por escrito, ou, se houver, foto ou vídeo). Especialmente quando a reclamação é feita algum tempo depois da viagem e não durante o trajeto, essa identificação é fundamental para os procedimentos de apuração da irregularidade.

O diretor-presidente da Agepan, Carlos Alberto de Assis, reforça que o usuário é um importante aliado da Agência. “Essa cooperação de quem utiliza o serviço e está dentro do ônibus ou da van no momento da viagem, é essencial para ajudar a nossa Ouvidoria e os nossos fiscais a resolverem o problema. Com essas informações nós conseguimos garantir providências que melhoram não só as condições para aquele passageiro que reclamou, mas para os demais clientes de uma empresa, de uma linha e de todo o sistema”, explica Carlos Alberto.

Canais

O canal da Ouvidoria da Agepan está disponível no sistema eletrônico http://ouvidoria.agepan.ms.gov.br/. O acesso pode ser feito pelo computador ou pelo celular, usando o aplicativo MS DIGITAL. Ao registrar a reclamação é possível anexar fotos e vídeos às informações.

Outros canais de contato:

e-mail: ouvidoria@agepan.ms.gov.br

Telefone: 0800 600 0506.

Endereço: Av. Afonso Pena, 3.026, Centro. Campo Grande – CEP: 79002-075.

O post Agepan orienta passageiros sobre como registrar reclamações do transporte intermunicipal apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas