Diário Digital Aldeia indígena do MS é a primeira a receber programa nacional Famílias Fortes

Aldeia indígena do MS é a primeira a receber programa nacional Famílias Fortes

Nesta terça-feira (15), uma parceria entre o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos e uma Organização da Sociedade Civil levou o Programa Famílias Fortes a uma aldeia indígena pela primeira vez. A ação foi promovida pela Secretaria Nacional da Família (SNF) em um Acordo de Cooperação Técnica com a instituição Target Ruediger Nehberg. Com […] O post Aldeia indígena do MS é a primeira a receber programa nacional Famílias Fortes apareceu primeiro em Diário Digital.

Nesta terça-feira (15), uma parceria entre o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos e uma Organização da Sociedade Civil levou o Programa Famílias Fortes a uma aldeia indígena pela primeira vez.

A ação foi promovida pela Secretaria Nacional da Família (SNF) em um Acordo de Cooperação Técnica com a instituição Target Ruediger Nehberg.

Com o programa, 150 famílias da comunidade Arroyo-Korá, localizada em Paranhos, a 469 km de Campo Grande, serão beneficiadas com a política de fortalecimento de vínculos familiares ao longo de cinco anos.

Os objetivos são evitar comportamentos de risco e melhorar a qualidade das relações familiares dos membros da aldeia.

Liderada pela secretária nacional da Família, Angela Gandra, a agenda também contou com a inauguração de uma Unidade Básica de Saúde Indígena (UBSI), obra financiada pela Target, e com uma visita à prefeitura municipal para apresentação de iniciativas do Governo Federal ao prefeito Donizete Viário.

A comitiva do Ministério ainda participou de uma celebração cultural com a comunidade indígena da região.

“Além de cuidar da saúde e das famílias, que são também um caminho para a preservação da saúde mental, pudemos abrir perspectivas junto à prefeitura para o desenvolvimento da região”, afirma a secretária nacional. Para Angela, a prevenção é importante para inibir comportamentos de risco.

A diretora-executiva da Target, Sophie Weber, conta que a organização atua em áreas indígenas há mais de 20 anos, construindo postos de saúde. Hoje, com 32 anos, ela relembra que esteve pela primeira vez em uma aldeia indígena, com apenas 12 anos, com seus pais, fundadores da instituição.

O programa possui uma metodologia de sete encontros semanais para famílias com filhos entre 10 e 14 anos com a missão de promover o bem-estar dos membros da família, fortalecendo os processos de proteção e construção de resiliência familiar e reduzindo os riscos relacionados a comportamentos problemáticos.

Para a implementação do Programa Famílias Fortes, a Secretaria Nacional da Família estabelece parcerias com municípios, Organizações da Sociedade Civil e Instituições Federais.

O post Aldeia indígena do MS é a primeira a receber programa nacional Famílias Fortes apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas