Após caso de racismo, alunos protestam no IFMS

“Por uma escola sem racismo” e “Nazistas não passarão” são duas das várias frases expostas em cartazes durante manifestação de estudantes do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, o IFMS, em Campo Grande (MS), nesta quinta-feira, dia 17 de Março. O protesto cobrou do instituto posicionamento mais assertivo diante do caso de racismo e […] O post Após caso de racismo, alunos protestam no IFMS apareceu primeiro em Diário Digital.

“Por uma escola sem racismo” e “Nazistas não passarão” são duas das várias frases expostas em cartazes durante manifestação de estudantes do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul, o IFMS, em Campo Grande (MS), nesta quinta-feira, dia 17 de Março.

O protesto cobrou do instituto posicionamento mais assertivo diante do caso de racismo e nazismo que já está sendo apurado pela instituição. Os estudantes querem providências concretas por parte do IFMS, principalmente, no que diz respeito à segurança dos frequentadores do campus.

O caso veio à tona após o registro policial feito da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac-Cepol) em 28 de Fevereiro. Segundo o relato, um aluno do campus, de 18 anos, teria ameaçado usar de violência contra colegas negros.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Divulgação)

Por meio de mensagens, ele teria informado que mataria um e torturaria os outros dois. O boletim de ocorrência foi registrado por mães das vítimas.

Os três estudantes, inclusive, já teriam visto o colega fazer outras declarações preconceituosas anteriormente. Ele se autointitula nazista. Tanto que teria dito diretamente a um deles: “Tu não é ariano, te coloco pra assar”.

Os chamados grupos neonazistas resgatam a ideia da superioridade da raça ariana – brancos.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Divulgação)

IFMS – Em nota oficial, o IFMS reforçou que está apurando a denúncia desde 25 de Fevereiro. “O estudante que supostamente teria realizado as ameaças está afastado das atividades de ensino, de forma cautelar, sendo proibido de entrar no campus”, detalha a nota.

Contudo, o próprio estudante encaminhou pedido de transferência no dia 15 de Março. "O IFMS está comprometido com a apuração dos fatos e colabora com as autoridades no fornecimento de informações."

Foi informado ainda que, por meio do Núcleo de Gestão Administrativa e Educacional (Nuged) e da equipe de ensino, foi oferecido aos estudantes envolvidos apoio de profissionais de psicologia e assistência social.

Também estão sendo preparadas ações de conscientização com a participação do Núcleo de Estudo Afro-brasileiros e Indígenas do Campus (NEABI). Leia aqui a nota da íntegra

Veja abaixo vídeo da manifestação dos estudantes.

O post Após caso de racismo, alunos protestam no IFMS apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas