Diário Digital Arrependido, réu pede desculpa a familiares da vítima e culpa drogas por assassinato

Arrependido, réu pede desculpa a familiares da vítima e culpa drogas por assassinato

Acusado de matar o lavador de carros Fabio Bernardi Santos, que na época do crime tinha 38 anos, Antônio Carlos Rabelo sentou no banco dos réus nesta terça-feira (02). O assassinato aconteceu no dia 09 de outubro de 2019 na rua São Borja que fica na Vila Rica. Durante o depoimento o réu, que não […] O post Arrependido, réu pede desculpa a familiares da vítima e culpa drogas por assassinato apareceu primeiro em Diário Digital.

Acusado de matar o lavador de carros Fabio Bernardi Santos, que na época do crime tinha 38 anos, Antônio Carlos Rabelo sentou no banco dos réus nesta terça-feira (02). O assassinato aconteceu no dia 09 de outubro de 2019 na rua São Borja que fica na Vila Rica. Durante o depoimento o réu, que não tinha antecedentes criminais, afirmou que ficou "doido" após o homicídio e andando pela cidade de bicicleta. Depois ele acabou se entregando para a polícia.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Julgamento acontece na 1ª Vara do Tribunal de Júri (Foto Luciano Muta)


Antônio, que antes do crime era catador de materiais recicláveis, afirmou durante o julgamento que não queria matar Fábio e que foi um momento de bobeira. "Peço perdão para os familiares e amigos fiz as coisas sem pensar sob efeito de droga, não era pra ter acontecido isso, me arrependo muito", afirmou. A vítima foi morta por esfaqueamento.

Duas testemunhas que foram convocada para prestar depoimento durante o julgamento. José Artivo Dornelles não viu o momento do esfaqueamento, mas presenciou uma discussão entre vítima e acusado momento antes.

A outra testemunha é Luiz Ferreira da Silva, de 28 anos, que é moto-entregador não conhecida nenhum dos envolvidos, mas chegou no local minutos depois do crime pois era próximo ao seu local de trabalho. " No local eu vi apenas a vítima no chão e o suspeito chamando pela vítima já morta. Logo em seguida o suspeito fugiu ", relatou na sessão do Tribunal do Júri.

Ainda durante o depoimento, Antônio afirmou que a intenção não era matar. Ambos estavam consumindo drogas há vários dias e esse foi o motivo para o crime. Houve uma discussão e Fábio acabou dando um tapa no rosto do acusado que, em seguida, esfaqueou a vítima.

Na época o caso foi registrado pela Derf (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Roubo e Furto) porque a hipótese inicial seria de latrocínio, roubo seguido de morte, o que acabou não se confirmando. Com isso o acusado foi denunciado por homicídio simples.

O post Arrependido, réu pede desculpa a familiares da vítima e culpa drogas por assassinato apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas