Diário Digital Assassino de comerciante ainda é procurado pela polícia

Assassino de comerciante ainda é procurado pela polícia

O homem que se apresentou como Maikon Lucas, em vídeo publicado em um perfil falso na rede social, na tarde desta quarta-feira (6), e confessou ter matado o comerciante Hugo Gonçalves, de 29 anos, ainda não se apresentou a polícia, como havia dito que faria na gravação. Maikon Lucas Matias, de 22 anos, continua sendo […] O post Assassino de comerciante ainda é procurado pela polícia apareceu primeiro em Diário Digital.

O homem que se apresentou como Maikon Lucas, em vídeo publicado em um perfil falso na rede social, na tarde desta quarta-feira (6), e confessou ter matado o comerciante Hugo Gonçalves, de 29 anos, ainda não se apresentou a polícia, como havia dito que faria na gravação.

Maikon Lucas Matias, de 22 anos, continua sendo procurado pelas autoridades, assim como a esposa dele que, segundo testemunhas, o ajudou na fuga.

Na manhã de ontem (6), antes do vídeo ser divulgado, o delegado responsável pelo caso, Ricardo Meirelles, havia informado que a mulher também não foi localizada e que está sendo investigado se ela teria agido por coação ou de livre e espontânea vontade.

No vídeo, o rapaz diz que deseja esclarecer as notícias que circulam sobre o assassinato. Ele confessa ter matado Hugo, na última segunda-feira (4), em frente a conveniência da vítima, no Bairro Danúbio Azul, mas tenta se defender explicando os supostos motivos de ter tirado a vida do próprio patrão.

Veja um trecho do vídeo em que Maikon acusa a vítima de agiota e traidor

Além de acusar a vítima de agiota e traidor, Maikon detalha como teria descoberto a suposta traição. Na versão dele, conta o que ocorreu momentos antes do assassinato.

Conforme o delegado, pelo depoimento das diversas testemunhas, além das imagens das câmeras de segurança da conveniência que foram apreendidas e encaminhadas para perícia, tudo indica que Maikon, apelidado de Makito, premeditou o assassinato de Hugo.


Uma das linhas de investigação, apontada como a mais provável pela polícia, é de que Hugo desejava reaver algumas coisas que havia dado ao funcionário, o que provocou o descontentamento de Maikon.

O post Assassino de comerciante ainda é procurado pela polícia apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas