Diário Digital Assassino de Cristiano se apresenta à polícia e entrega arma do crime

Assassino de Cristiano se apresenta à polícia e entrega arma do crime

Se apresentou na 3ª DP (Delegacia de Polícia de Campo Grande), na tarde desta quarta-feira (14), o homem de 25 anos, suspeito de matar com dois tiros Cristiano Mendes Rodrigues, de 30 anos, na Vila Margarida, na noite de sábado (10). Acompanhado por um advogado, o rapaz confessou o crime e foi indiciado por homicídio […] O post Assassino de Cristiano se apresenta à polícia e entrega arma do crime apareceu primeiro em Diário Digital.

Se apresentou na 3ª DP (Delegacia de Polícia de Campo Grande), na tarde desta quarta-feira (14), o homem de 25 anos, suspeito de matar com dois tiros Cristiano Mendes Rodrigues, de 30 anos, na Vila Margarida, na noite de sábado (10). Acompanhado por um advogado, o rapaz confessou o crime e foi indiciado por homicídio qualificado por motivo fútil e meio que impossibilitou a defesa da vítima. A arma utilizada no assassinato foi apreendida.

Segundo o delegado responsável pelas investigações, Ricardo Meirelles, o indiciado disse que o crime teria sido motivado por uma discussão envolvendo o irmão mais novo dele e que “tomou as dores”.  Durante o sábado, a vítima teria trocado ofensas com os irmãos pelas redes sociais.

Acompanhado de um amigo, o homem foi até a casa de Cristiano, com a arma no bolso, uma pistola calibre 635. "Os disparos foram à queima-roupa, feitos a menos de um metro de distância da vítima. Segundo o autor, ele desceu da garupa da moto e foi até Cristiano que estava na calçada, mirou na cabeça e fez os dois disparos que atingiram o rosto e pescoço da vítima”, disse Meirelles.

O homem relatou ainda que só não fez mais disparos por falta de munição, conforme a polícia, e que havia comprado a arma há cerca de uma semana.

O suspeito foi levado ao local por um amigo que pilotava a moto usada na execução e na fuga. “Esta terceira pessoa já foi identificada e será chamada para prestar depoimento. Caso tenha participado, pode responder pelo crime”, afirma o delegado.

O irmão mais novo que seria o “pivô” da discussão também vai ser interrogado. Por enquanto, o rapaz de 25 anos deve aguardar o fim das investigações em liberdade.  Ele tem passagem anterior na polícia e chegou a ser levado a júri popular por uma tentativa de homicídio, mas o crime foi desclassificado e a condenação foi por lesão corporal. Outro registro é pelo crime de contrabando.

Versão da testemunha -  A namorada de Cristiano, uma adolescente de 17 anos, contou que os dois estavam dentro de casa quando ouviram o disparo de arma de fogo e a vítima saiu para ver o que estava acontecendo, começou a discutir com o suspeito que atirou mais duas vezes e fugiu.

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas Cristiano morreu logo depois. O motivo da briga, segundo a namorada, seria uma postagem em rede social de outro rapaz e o suspeito “teria comprado as dores” do amigo e foi tirar satisfação com a vítima.

Durante o registro do boletim de ocorrência, a polícia foi informada que Cristiano havia morrido.

O post Assassino de Cristiano se apresenta à polícia e entrega arma do crime apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas