Diário Digital Assassino de motorista de aplicativo recebe aumento de pena para 25 anos

Assassino de motorista de aplicativo recebe aumento de pena para 25 anos

Depois do julgamento de Igor César de Lima Oliveira, em novembro do ano passado, pelo assassinato do motorista de aplicativo Rafael Baron, desembargadores da 3ª Vara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) decidiram por unanimidade pelo aumento de pena de 18 anos para 25 anos de reclusão. A nova determinação […] O post Assassino de motorista de aplicativo recebe aumento de pena para 25 anos apareceu primeiro em Diário Digital.

Depois do julgamento de Igor César de Lima Oliveira, em novembro do ano passado, pelo assassinato do motorista de aplicativo Rafael Baron, desembargadores da 3ª Vara Criminal do TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) decidiram por unanimidade pelo aumento de pena de 18 anos para 25 anos de reclusão.

A nova determinação ocorreu após o TJ receber o pedido de anulação do julgamento por parte da defesa do réu, mas também o de aplicação de pena maior, solicitado pela viúva da vítima que também é assistente de acusação no processo.

O desembargador relator determinou que a pena pelo homicídio fosse ampliada para 21 anos e dez meses e a pena por porte ilegal de arma de fogo foi mantida. O que totalizou 25 anos e três meses.

Relembre o caso - O julgamento de Igor demorou um ano e seis meses para ser realizado. No dia 17 de novembro de 2020, o rapaz foi condenado a 15 anos de reclusão por homicídio doloso qualificado por motivo fútil e recurso que dificultou defesa da vítima, mais 3 anos e dez dias de multa por porte de arma. Um total de 18 anos de prisão pelo assassinato do motorista de aplicativo Rafael Baron, 24 anos, em meio de 2019, no Jardim Campo Nobre.

O Conselho de Sentença excluiu qualquer possibilidade de Igor ter agido em legítima defesa e o condenou com as duas qualificadoras denunciadas pelo Ministério Público.

Rafael foi morto no dia 13 de maio de 2019 durante a corrida de aplicativo. Na época Igor alegou que matou a vítima por ciúmes, pelo fato do motorista ter conversado com a esposa dele durante o trajeto com o casal que havia solicitado a corrida.

O post Assassino de motorista de aplicativo recebe aumento de pena para 25 anos apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas