Diário Digital Audiências presenciais da 2ª Vara de Família da Capital retorna na segunda

Audiências presenciais da 2ª Vara de Família da Capital retorna na segunda

Atendendo ao disposto na Portaria n. 2.152/21 do TJMS, que determinou o retorno presencial de todos os serviços do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, a 2ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande retornará a realizar suas audiências no formato presencial a partir da próxima segunda-feira, dia 4 de outubro. As outras […] O post Audiências presenciais da 2ª Vara de Família da Capital retorna na segunda apareceu primeiro em Diário Digital.

Atendendo ao disposto na Portaria n. 2.152/21 do TJMS, que determinou o retorno presencial de todos os serviços do Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul, a 2ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande retornará a realizar suas audiências no formato presencial a partir da próxima segunda-feira, dia 4 de outubro. As outras cinco varas de família do Fórum de Campo Grande também estabeleceram suas condutas de retorno em cumprimento à portaria, cuja relação completa está disponível no final da matéria.

A medida vem ao encontro do texto da Portaria n. 2.152/21, que dispõe sobre a implementação da terceira etapa do retorno gradual dos serviços presenciais do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul, estabelecendo o retorno presencial a partir do dia 18 de outubro, de todos os magistrados, servidores e demais colaboradores que, porventura, estejam exercendo suas atribuições funcionais em regime de teletrabalho, por força do regime de Plantão Extraordinário.

A juíza titular da 2ª Vara de Família e Sucessões de Campo Grande, Cintia Xavier Letteriello, informa que o retorno presencial em seu gabinete, que ocorrerá a partir da próxima segunda-feira (4), já foi definido com os promotores e defensores públicos que atuam na respectiva vara.

Para a magistrada, pelas especificidades dos casos que tramitam na Vara de Família, o modelo presencial de audiência é o mais recomendado para que o atendimento às partes seja mais qualitativo, pois as audiências desses casos são muito específicas, priorizando, sempre que possível, a forma presencial, até mesmo para as tratativas de acordo.

A juíza lembrou que, muitas vezes, o formato on-line enfrenta as dificuldades técnicas e de conexão que impedem em determinados momentos a realização desses atos. Como as causas de direito de família são muito urgentes, destaca Letteriello, a redesignação de audiência precisa ser evitada ao máximo.

Com relação aos cuidados em virtude da pandemia, a magistrada destaca que há um plano de biossegurança ativo no Fórum de Campo Grande, conforme determinação do TJMS, mantendo todos os cuidados como uso de máscara, álcool em gel e demais condutas, o que, somado ao fato do avanço da vacinação em Mato Grosso do Sul, garante um cenário mais tranquilo para o retorno presencial.

Assim, vale frisar que, aquelas partes e/ou advogados que estiverem com audiência marcada a partir do dia 4 de outubro na 2ª Vara de Família de Campo Grande, devem comparecer ao Fórum, em razão do retorno das atividades como eram antes da pandemia.

O post Audiências presenciais da 2ª Vara de Família da Capital retorna na segunda apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas