Diário Digital Buscas em suposto cemitério clandestino continuam e polícia não descarta a possibilidade de novas vítimas

Buscas em suposto cemitério clandestino continuam e polícia não descarta a possibilidade de novas vítimas

A DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) deve continuar as buscas na área do suposto cemitério clandestino, às margens do córrego Bálsamo, no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande.  A polícia investiga a possibilidade de mais vítimas estarem enterradas no terreno. Na tarde desta quarta-feira (14), foi localizado o segundo corpo no […] O post Buscas em suposto cemitério clandestino continuam e polícia não descarta a possibilidade de novas vítimas apareceu primeiro em Diário Digital.

A DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios) deve continuar as buscas na área do suposto cemitério clandestino, às margens do córrego Bálsamo, no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande.  A polícia investiga a possibilidade de mais vítimas estarem enterradas no terreno. Na tarde desta quarta-feira (14), foi localizado o segundo corpo no local.

As investigações começaram depois de denúncias de que a área de brejo, na beira do córrego, seria um cemitério clandestino de vítimas do chamado tribunal do crime, uma espécie de julgamento, realizados por facções.

No dia 5 de julho, equipes da DEH encontraram a primeira ossada humana. Até o momento, a perícia constatou se tratar de um homem, mas ele ainda não foi identificado e nem a causa da morte.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Corpo encontrado nesta quarta-feira (14) tinha marca de tiro na cabeça (Foto: Marco Miatelo)

A segunda vítima estava a cerca de 20 metros do local onde a ossada foi localizada, na margem oposta do córrego. Os polícias precisam usar uma retroescavadeira e um aparelho conhecido como "detector de cadáveres" que mostra alterações no solo.

A vítima tinha marca de tiro na cabeça e um projétil de arma de fogo foi apreendido próximo ao corpo. Devido ao estado de decomposição do corpo, não foi possível identificar o sexo da pessoa. O delegado Carlos Delano, aguarda os laudos da perícia para investigar se há alguma ligação entre as vítimas ou as possíveis execuções.

O post Buscas em suposto cemitério clandestino continuam e polícia não descarta a possibilidade de novas vítimas apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas