Campo Grande e Dourados estão sem leito de UTI

 A secretária adjunta de Saúde, Christinne Maymone, destacou nesta segunda-feira (8), que Mato Grosso do Sul atingiu o maior número de pessoas internadas em razão da Covid-19 de toda a pandemia, 724, sendo 337 em leitos de terapia intensiva (UTI). Ela comentou também que das quatro macrorregiões sanitária do estado, três estão em alerta vermelho […] O post Campo Grande e Dourados estão sem leito de UTI apareceu primeiro em Diário Digital.

 A secretária adjunta de Saúde, Christinne Maymone, destacou nesta segunda-feira (8), que Mato Grosso do Sul atingiu o maior número de pessoas internadas em razão da Covid-19 de toda a pandemia, 724, sendo 337 em leitos de terapia intensiva (UTI).

Ela comentou também que das quatro macrorregiões sanitária do estado, três estão em alerta vermelho por conta da alta taxa de ocupação de leitos de UTI públicos para Covid. Apontou que Campo Grande tem taxa de 100%, Dourados 101% e Três Lagoas, 78%.

Christinne ressaltou ainda uma piora de vários indicadores da pandemia. A taxa de contágio que era de 1, até sábado passado (dia 6), subiu para 1,02.

A média móvel de casos que há menos de três semanas, em 17 de fevereiro, era de 659 por dia, subiu para 898 por dia e a média móvel de mortes que chegou a cair para 11,4 por dia em 24 de fevereiro atingiu nesta segunda-feira, 19,9 por dia.

Boletim - Mato Grosso do Sul registrou 25 mortes nas últimas 24 horas chegando então a 3.469 óbitos no Estado desde o começo da pandemia do coronavírus. Também foram confirmados mais 652 novos casos da doença, conforme Boletim Epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (08) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Dos novos casos, Campo Grande lidera as notificações com 367 infectados, seguido por Dourados com 69, Três Lagoas (56), Corumbá e Coxim ambos com 26 casos positivos. Dos 79 municípios do Estado, 39 cidades tiveram incidência de casos registrada de domingo (07) para segunda-feira.

Ao todo 188.267 pessoas já forma infectadas com a Covid-19 no Estado, tendo o índice de letalidade da doença neste momento em 1,8%. Das 25 mortes registradas nas últimas 24 horas, 8 eram de Campo Grande, 4 de Dourados, 3 de Corumbá e 2 de Ponta Porã. Entre os óbitos consta um homem de 37 anos da cidade de Naviraí, que não tinha nenhuma comorbidade relatada.

A Capital segue na liderança em número de óbitos em decorrência da Covid, com 1.522 casos, seguido por Corumbá (272), Dourados (270), Ponta Porã (93), Aquidauana (89), Três Lagoas (85), Naviraí (81), Miranda (52), Ladário (44) e Anastácio (43).  Já as cidades com maior índice de letalidade são: Figueirão (3,8%), Japorã (3,8%) e Rio Verde (3,4%).

O Estado tem 724 pessoas hospitalizadas em função da doença, sendo 387 em leitos clínicos e 337 em UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo). Dos (leitos) clínicos 275 estão na rede pública e 112 no setor privado, já nas UTIs são 259 (público) e 78 (privado).

Já sobre a ocupação de leitos, a macrorregião de Campo Grande apresenta 100% de ocupação, em Dourados chega a 101%, Três Lagoas 78% e Corumbá 66%. 

O post Campo Grande e Dourados estão sem leito de UTI apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas