Diário Digital Campo-grandense indignado com nova alta do combustível

Campo-grandense indignado com nova alta do combustível

Com preço da gasolina nas alturas, sobrou muita reclamação para o campo-grandense. Com o impacto no bolso, tem gente que já cogita ir trabalhar de ônibus ou de bicicleta. Nesta quinta-feira (18) a Petrobras anunciou o aumento de R$ 2,48 no preço do litro da gasolina e R$ 2,58 do diesel nas refinarias do Brasil. […] O post Campo-grandense indignado com nova alta do combustível apareceu primeiro em Diário Digital.

Com preço da gasolina nas alturas, sobrou muita reclamação para o campo-grandense. Com o impacto no bolso, tem gente que já cogita ir trabalhar de ônibus ou de bicicleta. Nesta quinta-feira (18) a Petrobras anunciou o aumento de R$ 2,48 no preço do litro da gasolina e R$ 2,58 do diesel nas refinarias do Brasil. Os reajustes foram R$ 0,23 e R$ 0,34, respectivamente, para o consumidor final. O índice é de 10,2% sendo o quarto aumento do ano.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Aumento deve acontecer assim que chegar nova remessa de combustível com preço atualizado (Foto Luciano Muta)


Sem ter como completar o tanque, muitos já pensam em deixar o veículo em casa e seguir para o trabalho de ônibus ou de bicicleta. Renan Arruda, que trabalha com vendas, saiu cedo para trabalhar e antes de chegar ao serviço passou no posto de gasolina na Rua 13 de maio para abastecer. Inconformado, revelou que não consegue mais encher o tanque da motocicleta. " Agora deixei o carro em casa já que não está tendo aulas para os meus filhos e estou trabalhando de moto. Não quero nem imaginar quando as aulas voltarem e terei que utilizar o carro. Não sei se vou dar conta, além disso os alimentos também ficaram mais caros", lamenta.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Renan trocou o carro pela moto para economizar combustível (Foto Luciano Muta)


Quem usa o carro como meio de trabalho está indignado. É o caso de Jorge Biel que faz entrega de documentos da empresa onde atua. " Todos os dias aumenta alguma coisa. Égás, comida e gasolina. Os itens básicos para os brasileiros sobreviverem. O governo deveria tomar atitude de reduzir os impostos. A gasolina não está tão cara nas refinarias, é complicado para um pai de família sobreviver com salário mínimo", lamenta.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Governo deve reduzir os impostos (Foto Luciano Muta)


Mauro Fernandes optou em ir trabalhar de bicicleta e deixar o veículo para ocasiões extremamente necessárias. "Não é fácil ir para o serviço de bicicleta correndo risco de acontecer algum acidente, mas preciso economizar no combustível para conseguir sustentar meus filhos. Hoje em dia está difícil para o trabalhador fazer uma compra. Não estamos mais nem comendo carne", afirma.

O post Campo-grandense indignado com nova alta do combustível apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas