Diário Digital Capital é referência nacional em qualidade da água

Capital é referência nacional em qualidade da água

Como forma de ressaltar a potencialidade e assegurar a qualidade da água utilizada no município de Campo Grande, o gerente de Meio Ambiente da concessionária Águas Guariroba, Fernando Garayo Jr explicou o processo de captação e tratamento que prepara a água para o consumo da população da Capital. Fernando Garayo  concedeu entrevista ao Noticidade Primeira […] O post Capital é referência nacional em qualidade da água apareceu primeiro em Diário Digital.

Como forma de ressaltar a potencialidade e assegurar a qualidade da água utilizada no município de Campo Grande, o gerente de Meio Ambiente da concessionária Águas Guariroba, Fernando Garayo Jr explicou o processo de captação e tratamento que prepara a água para o consumo da população da Capital.

Fernando Garayo  concedeu entrevista ao Noticidade Primeira Edição da Rádio FM Cidade 97,  desta terça-feira (22). “Campo Grande é considerada uma referência nacional em qualidade da água, e isso tem muito a ver com o tratamento, com a proteção dos mananciais - que é de onde essa água é captada, e também com todo o controle de qualidade”, informou.

“A nossa principal captação fica a 35 quilômetros da cidade [Campo Grande], então, essa água é captada, é bombeada até uma estação de tratamento, com rigoroso controle de tratamento e qualidade, e aí essa água é distribuída para a cidade. Ou seja, é todo um processo que é de fato feito para que essa água chegue com qualidade às nossas torneiras. O tratamento leva no mínimo 6 horas, porque a água quando é captada passa por um sistema de tratamento para retirar os resíduos, as impurezas”, acrescentou.

De acordo com o gerente de Meio Ambiente da concessionária, atualmente a legislação brasileira exige um rigoroso controle de qualidade da água.  É importante também as pessoas sempre limparem a caixa d´água. A recomendação da vigilância sanitária é de que essa caixa d´ água seja limpa de seis em seis meses. Campo Grande está universalizada, o serviço já chega a 100% da população, porém, é importante dizer que, ainda, no nosso país 35 milhões de pessoas não tem acesso a uma fonte de água segura, potável”, comentou.  

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Gerente de Meio Ambiente da concessionária Águas Guariroba, Fernando Garayo Jr

Pesquisa veiculada recentemente publicou que a água da Capital seria nociva à saúde da população. Conforme o gerente, o levantamento, que abrangeu o todo o país, reuniu 80 mil analises, só em Campo Grande. Sobre o fato, Fernando Garayo, foi taxativo. “Foi um erro de digitação em 80 mil analises. Não teve o mínimo sentido”, afirmou. Confio bastante no trabalho que a gente faz em Campo Grande. A Águas Guariroba faz todas as analises”, ressaltou.

Segundo Fernando Garayo, em Campo Grande em torno de 42% dessa água vem do Córrego Guariroba, 13% do Córrego Lajeado e 45% são postos tubulares profundos que pegam o aquífero Guarani.  “A gente está numa região privilegiada de água subterrânea para garantir esse abastecimento. É importante fazer um gancho com o Dia Mundial da água porque o tema da ONU desse ano é justamente águas subterrâneas, que muitas vezes a gente não vê”, salientou.

Na oportunidade, o gerente fez um alerta para a não utilização da água de poço. “Poço para residência hoje para nossa legislação é proibido. Então, de fato tem de usar a rede de água da concessionária. Um ponto importante é que a maior parte desses poços clandestinos é raso e estão muito em contato com aquela parte superficial do lençol freático, que normalmente está contaminado, por fossa, porque normalmente tem uma fossa séptica perto. De maneira alguma a gente recomenda. Esses poços da concessionária são poços extremamente profundos são 600 metros, tem todo uma questão de construção”, destacou.

O post Capital é referência nacional em qualidade da água apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas