Diário Digital Como construir uma carteira de criptomoedas variada – Um Guia para 2021

Como construir uma carteira de criptomoedas variada – Um Guia para 2021

Atualmente o Bitcoin é considerado como um dos ativos com melhor desempenho dos últimos dez anos, deixando para trás todos os produtos financeiros tradicionais, tais como ouro, ações e títulos financeiros. Bitcoin produziu retornos gigantescos para os investidores em pouco mais de uma década. Muitas instituições que investem começaram a incluir uma percentagem de ativos […] O post Como construir uma carteira de criptomoedas variada – Um Guia para 2021 apareceu primeiro em Diário Digital.

Atualmente o Bitcoin é considerado como um dos ativos com melhor desempenho dos últimos dez anos, deixando para trás todos os produtos financeiros tradicionais, tais como ouro, ações e títulos financeiros.

Bitcoin produziu retornos gigantescos para os investidores em pouco mais de uma década.

Muitas instituições que investem começaram a incluir uma percentagem de ativos digitais nas suas carteiras de investimento; constituído por títulos,
índices, ações; e, agora. Bitcoin e Ethereum.

É um facto que as criptomoedas que mais se destacam, como Bitcoin e Ethereum, proporcionaram, no passado, enormes retornos aos investidores.

Todavia, os mercados de criptomoedas ou, ativos digitais, cresceram para mais do que dez principais ativos digitais.

Os mercados de criptomoedas incorporam agora uma variedade muito grande de tokens de utilidade, tokens de segurança, tokens DeFi, tokens de privacidade, tokens de apostas, e muitas outras.

Além disso, ter uma carteira de criptomoedas somente com Bitcoin e Ethereum não é suficiente.

Para aproveitar a alta desta indústria e extrair ao máximo os ganhos, enquanto se reduz riscos, é necessário variar uma carteira, sempre mantendo criptomoedas diferentes.

Neste guia, exploramos a necessidade de diversificar uma carteira que não seja somente o Bitcoin e, para se ter mais sucesso, também estratégias para fazer essa diversificação.

Como diversificar sua Carteira de Criptomoedas?

A diversificação da carteira de criptomoedas é o processo de consumo de fundos de investimento em diferentes projectos em criptomoedas para reduzir quaisquer riscos, no caso de um ou mais projectos não funcionarem.

O objectivo é criar uma variedade de investimentos em diferentes áreas/nichos para reduzir riscos integrais do investimento.

Por exemplo, os investidores que investiram em Bitcoin em 2017 sofreram essa experiência real quando o preço do Bitcoin caiu violentamente em 2018.

O principal objetivo é reduzir a influência de acontecimentos negativos na sua carteira. Isto pode ser feito investindo em múltiplos tokens (fichas) e coins(moedas) para que você não perca o valor total dos seus investimentos.

Desse jeito, uma pessoa que investe de forma inteligente reconhece que não é seguro colocar todos os ovos na mesma cesta, ou seja, o Bitcoin.

É importante gerenciar as suas operações comerciais numa plataforma de troca de criptomoedas segura e de confiança. Fazer isso vai facilitar para um investidor aumentar a sua experiência em geral sobre variação de carteiras.

Como começar com a variação da sua carteira?

Existem inúmeras estratégias para variar uma carteira de criptomoedas. Incluindo também a criação de uma carteira, tendo em conta vários fatores, dependendo sempre do investidor.

Falamos sobre uma das estratégias que um comerciante pode empregar para construir uma carteira que aborde as diferentes propriedades dos tokens, incluindo capitalização de mercado, liquidez, estabilidade, e funcionalidade.

Bitcoin

No entanto, uma carteira não deve ser composta somente de Bitcoin, a principal criptomoeda deve fazer parte de uma porcentagem significativa dos seus investimentos.

Uma das razões é a tendência crescente do investimento em Bitcoin por fundos de investimentos especulativos, empresas, instituições e investidores.

Além disso, as principais empresas financeiras começaram também a oferecer diferentes serviços relacionados com o Bitcoin.

Os ativos Bitcoin estão também a ganhar a atenção dos investidores de varejo, alavancando a sua adopção em geral. Até 2020 o Bitcoin continua a superar as opções de investimento tradicionais, tais como o ouro.

Actuando como um activo seguro, atribuir uma percentagem da sua carteira de criptomoedas ao Bitcoin reduzirá riscos.

Ethereum e ERC-20 Tokens

O ethereum ainda ocupa o segundo lugar nos mercados de criptomoedas. Além disso, o verdadeiro valor do Ethereum está na sua capacidade de facilitar a criação de contratos inteligentes e aplicações descentralizadas.

A sua utilidade intrínseca provê subsequentemente uma base sólida para a avaliação do seu token ETH nativo. O Ethereum continua a reger a indústria, embora existam muitas outras redes de blockchain.

Os protocolos ERC-20 são os tokens de utilidade lançados na rede de blockchain do Ethereum. Estes tokens atuam como uma função de utilidade para um certo cenário englobando casos de utilização na indústria real.

Muitos destes altcoins obtiveram sucesso nos seus projectos de criptografia. OmiseGo (OMG) é um token ERC-20 que rendeu cinco vezes mais em 2020, como exemplo. Em outras palavras, um investimento de $1 em Janeiro de 2020 vale quase $5 em Novembro de 2020.

Investir em altcoins torna mais fácil para o negociante aumentar ainda mais o seu crescimento num período relativamente curto. Ao mesmo tempo, eles representam ameaças de furtos, falhas de projetos e fraudes. Mas estes riscos são compensados com ativos seguros como o Bitcoin.

Para mais informações sobre os preços do Bitcoin e como comprar Bitcoin, clique aqui.

Tokens de Receitas Passivas

Algumas criptomoedas oferecem juros aos detentores de tokens, agindo similarmente como dividendos.

O staking é um processo que facilita recompensas de criptomoedas em troca da manutenção das mesmas em uma carteira. Muito mais do que variedade, o staking serve também para permitir o rendimento de ganhos passivos ao se possuir criptomoedas.

Cosmos (ATOM) é um token que rende 8-10% de juros em troca de operações staking.

Dash (DASH) é outro token que produz uma recompensa anual de 5-6%.

Moedas estáveis

Devido a sua natureza volátil as criptomoedas se tornaram populares. Embora a volatilidade possa acrescentar benefícios se as negociações forem executadas corretamente, também se torna um risco.

As criptomoedas estáveis são utilizadas para atenuar os riscos decorrentes de outros tokens. Estas moedas estão interligadas ao valor de um ativo como a moeda fiduciária, igual ao dólar.

O Tether (USDT) é uma das moedas estáveis mais populares que está associada ao valor do dólar. É aconselhável manter uma percentagem da carteira para as moedas estáveis. Isto eliminará, até certo ponto, o factor de risco.

Comentário final

A diversificação é uma estratégia usada por investidores inteligentes para atenuar os seus riscos nos mercados tradicionais.

As vantagens da diversificação são igualmente relevantes para a indústria da criptomoeda.

Além disso, quando a indústria está apenas começando, a variação pode desempenhar um papel estratégico nos investimentos em criptomoedas.

Embora não elimine ameaças ou duplique o valor da sua carteira, é uma ferramenta importante quando os mercados estiverem abruptamente em queda.

O post Como construir uma carteira de criptomoedas variada – Um Guia para 2021 apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas