Diário Digital Consórcio Guaicurus informou que 15 pessoas em pé não é considerado superlotação

Consórcio Guaicurus informou que 15 pessoas em pé não é considerado superlotação

O primeiro dia útil das restrições em Campo Grande não teve apenas comércio fechado. Ônibus lotado e idosos circulando pelo centro também chamaram atenção. Pela manhã muitos comerciantes estavam revoltados por não poder trabalhar ou ter que trabalhar escondido. "Os autônomos, por exemplo, não têm renda fixa, e se não trabalharem não têm como suprir […] O post Consórcio Guaicurus informou que 15 pessoas em pé não é considerado superlotação apareceu primeiro em Diário Digital.

O primeiro dia útil das restrições em Campo Grande não teve apenas comércio fechado. Ônibus lotado e idosos circulando pelo centro também chamaram atenção.

Pela manhã muitos comerciantes estavam revoltados por não poder trabalhar ou ter que trabalhar escondido. "Os autônomos, por exemplo, não têm renda fixa, e se não trabalharem não têm como suprir as necessidades básicas como alimentação, aluguel e funcionários", disse um trabalhador que não quis se identificar.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Comércio fechado na Rua 14 de julho (Foto Luciano Muta)


Relatos de atraso no transporte público e superlotação são umas das reclamações dos passageiros. Gisélia Souza de 41 anos precisou utilizar o transporte coletivo para ir até uma consulta médica e disse que foi preciso acionar outro ônibus pelo fato do primeiro estar lotado.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Moradora precisou usar o transporte público pela manhã (Foto Luciano Muta)


Com necessidade de atendimento odontológico, Abigail Mota teve de usar o coletivo logo pega manhã e disse que esperou mais de uma hora no ponto. "Havia muitas pessoas aglomeradas nesse frio" disse.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Passageira precisou esperar mais de um hora o coletivo (Foto Luciano Muta)


Nas ruas do centro de Campo Grande é possível ver uma pequena movimentação das pessoas, a maioria são idosos que ficam nas praças jogando. Usuários do transporte coletivo chegaram a ironizar o vírus da Covid-19 " Ele é inteligente e seletivo não corremos risco dentro do ônibus lotado quem paga a conta no final são os trabalhadores", disse uma moradora.


Fotos enviadas para a reportagem do Diário Digital mostram a linha Roselandia, no Bairro Pioneiras com usuários em pé. Nossa equipe encaminhou o registro à assessoria do Consórcio Guaicurus. Em resposta, a assessoria do Consórcio informou que pela foto não dá para afirmar se o ônibus, em questão, está ou não acima da capacidade de lotação.

Segundo a assessoria, "a imagem não mostra em que tipo de ônibus a foto foi feita", e que "em todos os carros há uma placa indicando a capacidade máxima de passageiros sentados e em pé".

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Foto enviada ao Consórcio Guaicurus onde o mesmo afirmou que há super lotação (Foto Thalysson Pereira)

Conforme a nota da assessoria, "o decreto municipal Covid estabelece que podem viajar em pé até 70% dos passageiros, de acordo com a capacidade do veículo. Tem ônibus que possui capacidade para transportar 63 pessoas em pé. 70% disso equivale a 44 passageiros em pé. Outros coletivos têm capacidade para transportar 45 passageiros em pé. 70% disso equivale a 31 pessoas em pé. Ainda de acordo com a nota do Consórcio Guaicurus, cerca de 15 pessoas viajam em pé, bem abaixo, portanto, do que estabelece o decreto municipal. Não é possível afirmar, portanto, que há superlotação", informou o Consórcio.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Comércio fechado e policiamento na cidade (Foto Luciano Muta)

O post Consórcio Guaicurus informou que 15 pessoas em pé não é considerado superlotação apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas