Diário Digital Degradação de área florestal termina em multa de R$ 51 mil

Degradação de área florestal termina em multa de R$ 51 mil

A proprietária de uma estância, localizada no município de Eldorado foi autuada em decorrência de fiscalização ambiental em que foram encontradas três infrações ambientais na propriedade. Na vistoria, em princípio, os Policiais perceberam a presença de várias cabeças de gado pertencentes à proprietária, degradando área florestal protegida por lei de Reserva Legal do imóvel, sem […] O post Degradação de área florestal termina em multa de R$ 51 mil apareceu primeiro em Diário Digital.

A proprietária de uma estância, localizada no município de Eldorado foi autuada em decorrência de fiscalização ambiental em que foram encontradas três infrações ambientais na propriedade. Na vistoria, em princípio, os Policiais perceberam a presença de várias cabeças de gado pertencentes à proprietária, degradando área florestal protegida por lei de Reserva Legal do imóvel, sem autorização do órgão ambiental competente.

Foi encontrada ainda madeira armazenada ilegalmente fonte de exploração sem origem. Próximo a um curral foram encontradas madeiras beneficiadas das espécies: Aroeira, Ipê, Peroba, Guarita e Quebraxo, sem Documento de Origem Florestal (DOF), documento obrigatório para o beneficamente, comércio, armazenamento e transporte de qualquer produto florestal. Neste local foi encontrada ainda uma motosserra sem Licença de Porte e Uso (LPU), que é documento obrigatória para esse tipo de máquina.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Foto: Divulgação/PMA)

A infratora não assumiu a responsabilidade pelo gado estar em área protegida, informando aos Policiais que a culpa era de um funcionário da propriedade. Quanto a madeira e a motosserra ela não apresentou as devidas documentações e nem quis informar de onde o produto florestal fora explorado. A madeira e a motosserra foram apreendidas. A autuada foi notificada a remover o gado da área protegida.

A infratora de (32), residente em Eldorado, foi autuada administrativamente e foi multada em R$ 40.000,00, por ter colocado cabeças de gado, em área de reserva legal. Ela também foi autuada em R$ 10.000,00 por ter em depósito madeira sem documento de origem e R$ 1.000,00 pela motosserra sem licença de Porte e Uso.

O post Degradação de área florestal termina em multa de R$ 51 mil apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas