Diário Digital Detran-MS emitiu 5,7 mil CRLV-e’s na primeira semana de implantação do novo sistema

Detran-MS emitiu 5,7 mil CRLV-e’s na primeira semana de implantação do novo sistema

Em apenas quatro dias, de 4 a 8 de janeiro, o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) emitiu 5.760 CRLV-e´s (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) em formato unificado. A implantação do novo sistema entrou em vigor na última segunda-feira, seguindo determinação do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). Dessa forma, […] O post Detran-MS emitiu 5,7 mil CRLV-e’s na primeira semana de implantação do novo sistema apareceu primeiro em Diário Digital.

Em apenas quatro dias, de 4 a 8 de janeiro, o Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) emitiu 5.760 CRLV-e´s (Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos) em formato unificado. A implantação do novo sistema entrou em vigor na última segunda-feira, seguindo determinação do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Dessa forma, o Mato Grosso do Sul é destaque mais uma vez como um dos primeiros Estados do País a implantar o novo sistema com a documentação de veículos que passa a ser unificada e digital em todo o Brasil. Agora, o CRV (Certificado de Registro Veicular) e o CRLV (Certificado de Registro de Licenciamento de Veículos) estão juntos em um só documento.

A mudança traz segurança aos proprietários de veículos com um documento marcado por QR Code, que poderá ser usado tanto no formato digital quanto ser baixado e impresso em papel comum, a qualquer hora e em qualquer lugar, extinguindo assim o documento anteriormente impresso em papel moeda.

Além da segurança que o novo formato traz, haverá redução de custos. Hoje, para tirar a segunda via do CRV, por exemplo, o cliente paga R$ 414,00, taxa que não existirá com o CRLV-e.

A princípio, o novo formato passa a valer para veículos novos, no entanto, o condutor que tenha perdido o seu documento de transferência deve procurar o Detran para a emissão da segunda via, que já virá também no formato digital.

No caso de compra e venda de veículos, o proprietário precisa procurar o Departamento para a emissão de uma ATPV-e (Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo Eletrônica). Antes, essa era a parte em branco que vinha no antigo recibo e que agora será preenchida digitalmente pelo próprio Detran, evitando também problemas com rasura. Caso algum erro aconteça em meio ao processo, não haverá mais a cobrança para a retificação, bastando que o cliente procure uma das agências.

Para o diretor presidente do Detran-MS, Rudel Trindade, esse é um grande passo no processo de digitalização dos serviços oferecidos pela autarquia. “Estamos nessa briga por um Detran mais digital desde o início do ano passado e essa é uma caminhada que devemos continuar trilhando em 2021, primando sempre pela qualidade do atendimento e oferecendo agilidade aos nossos clientes”, ressaltou.

O post Detran-MS emitiu 5,7 mil CRLV-e’s na primeira semana de implantação do novo sistema apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas