Diário Digital Dona do imóvel disse que procurou a prefeitura há 10 meses

Dona do imóvel disse que procurou a prefeitura há 10 meses

10 meses esse problema vem acontecendo e ninguém da Prefeitura de Nova Andradina nos procurou até agora. Pedi tanto, fizemos reunião e eles me falaram que a erosão não iria chegar na minha casa. Começaram a mexer agora em novembro, sendo que alertamos em fevereiro, mas só começaram a trabalhar agora em tempo de chuva […] O post Dona do imóvel disse que procurou a prefeitura há 10 meses apareceu primeiro em Diário Digital.

10 meses esse problema vem acontecendo e ninguém da Prefeitura de Nova Andradina nos procurou até agora. Pedi tanto, fizemos reunião e eles me falaram que a erosão não iria chegar na minha casa. Começaram a mexer agora em novembro, sendo que alertamos em fevereiro, mas só começaram a trabalhar agora em tempo de chuva e a casa está condenada”, disse Kelly Souza, de 36 anos, ao Jornal da Nova.

Para Kelly, proprietária da residência que fica na esquina da rua Espírito Santo com a rua Antônio Duarte, neste momento, o abalo emocional é o pior. “Nós estamos vendo nosso patrimônio se desabando e não podemos fazer nada, quem poderia fazer nunca nos ouviu, a Prefeitura”, comenta emocionada.

A casa é uma herança de sua sogra, foi reformada inteira e ela garante que não havia uma goteira. “A casa foi desocupada pela inquilina a cerca de um mês e quem estava morando nela até o último sábado (5), eram os funcionários que trabalham na obra da erosão”, destacou.

Em fevereiro deste ano, houve uma reunião em frente a sua residência com membros da Prefeitura, onde garantiram que os serviços de contenção da erosão seriam realizados, mas Kelly viu somente no mês passado o pessoal trabalhando no local, assim como descrevem outros moradores do local.

“São 10 meses correndo atrás, são 10 meses a gente vendo a erosão se aproximando da área urbana, mas ninguém nos ouviu, olha agora o que aconteceu, estamos abalados, o estresse é muito grande, a casa está sendo engolida pela cratera e ninguém me procurou, ninguém falou nada, só disseram que vão dar apoio e mais nada”, frisa a proprietária da residência.

Na última sexta-feira (4), no período da tarde, quando houve uma chuva forte na cidade e a erosão começou desabar a calçada e parte do muro da residência, Kelly entrou em desespero. Depois de vídeos e reportagens na mídia local, a Prefeitura se manifestou que iria montar uma força-tarefa no local no dia seguinte.

“Me falaram que uma força-tarefa iria ao local no sábado para fazer alguma coisa, mas eu fui lá cedo e tinha apenas uns funcionários da Sanesul. Pedi que colocasse uma pessoa para vigiar, porque tem muitas crianças e pessoas indo ver, mas também não vi ninguém. Parece que não estão ligando”, afirmou.

“Essa casa é tudo que nós temos, vivemos do aluguel dela, agora, esperamos que a Prefeitura nos dê uma solução”, finaliza destacando que o maior apoio recebido até agora, são de pessoas mandando mensagens de solidariedade.

Em vídeo, na página do Facebook da Prefeitura, o secretário de infraestrutura Júlio Cesar relata que os procedimentos feitos e o andamento da obra e do coordenador da Defesa Civil Hernandes Ortiz, informando que a Secretaria Municipal de Cidadania e Assistência Social está prestando toda ajuda necessária aos moradores, e que já foi solicitado auxilio das esferas Estadual e Federal para solucionar o mais breve possível essa grave situação que o município está passando.

(Com informações Jornal da Nova)

O post Dona do imóvel disse que procurou a prefeitura há 10 meses apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas