Diário Digital Enfermeiras fazem parto domiciliar de emergência em Três Lagoas

Enfermeiras fazem parto domiciliar de emergência em Três Lagoas

O domingo, 7 de Fevereiro, ficará marcado na vida de três mulheres moradoras do Distrito de Arapuá. Um parto de última hora foi realizado pelas enfermeiras Karen Priscila Lima e Idalina Candida, trazendo ao mundo o pequeno Lorenzo. Lotadas na Unidade Básica de Saúde “Altair Cabral Trannin”, no próprio distrito, as enfermeiras acompanharam a gestação […] O post Enfermeiras fazem parto domiciliar de emergência em Três Lagoas apareceu primeiro em Diário Digital.

O domingo, 7 de Fevereiro, ficará marcado na vida de três mulheres moradoras do Distrito de Arapuá. Um parto de última hora foi realizado pelas enfermeiras Karen Priscila Lima e Idalina Candida, trazendo ao mundo o pequeno Lorenzo.

Lotadas na Unidade Básica de Saúde “Altair Cabral Trannin”, no próprio distrito, as enfermeiras acompanharam a gestação da jovem mamãe Karolayne Martins Rocha e, na manhã de domingo, a enfermeira Idalina foi solicitada a comparecer na casa de sua avó para verificar a situação da gestante.

“Com apoio da enfermeira Karen, nos deparamos com a mãe já em início de trabalho de parto. Solicitamos o apoio de uma ambulância do SAMU, mas não daria tempo de deslocarmos até o hospital de Três Lagoas e decidimos auxiliá-la ali mesmo. Com muita técnica e experiência, conseguimos fazer o parto do Lorenzo, que nasceu saudável e lindo”, contou Idalina.

Para Karen, este atendimento foi um momento único, que marcará sua vida e carreira profissional para sempre. “Este foi o meu primeiro parto sem a presença de um médico e ainda em casa. Isso nos faz lembrar das parteiras e acho fantástica essa realidade, unir nosso profissionalismo com o dom próprio da mulher em trazer vida ao mundo. A Karolayne foi muito forte e graças a Deus, deu tudo certo”, esclareceu.

O trabalho das enfermeiras foi fundamental e merece destaque porque o parto do menino Lorenzo havia sido marcado para o próximo dia 11, através de uma cesariana. “Estamos felizes porque o parto seria feito através de cesariana. Sem nenhum instrumento ou equipamento, apenas com as técnicas que aprendemos e com o atendimento humanizado, fizemos o parto normal. Estas surpresas nos mostram que a enfermagem se aprende e se vive no dia a dia”, concluiu Karen emocionada.

O post Enfermeiras fazem parto domiciliar de emergência em Três Lagoas apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas