Diário Digital Escola pública no Iracy Coelho é a 12ª reformada por detentos do semiaberto

Escola pública no Iracy Coelho é a 12ª reformada por detentos do semiaberto

“Pintura estava desgastada, todas as salas rabiscadas, essa reforma deu um ‘upgrade’. Ficou muito linda a pintura e a paisagem na frente da escola, queria que esse momento difícil tivesse fim para poder voltar a frequentá-la”, enfatizou a aluna do 2º ano do Ensino Médio, Nathany Victoria de Paula Soares, que nunca imaginou ver sua […] O post Escola pública no Iracy Coelho é a 12ª reformada por detentos do semiaberto apareceu primeiro em Diário Digital.

“Pintura estava desgastada, todas as salas rabiscadas, essa reforma deu um ‘upgrade’. Ficou muito linda a pintura e a paisagem na frente da escola, queria que esse momento difícil tivesse fim para poder voltar a frequentá-la”, enfatizou a aluna do 2º ano do Ensino Médio, Nathany Victoria de Paula Soares, que nunca imaginou ver sua escola reformada.

A Escola Estadual Zélia Quevedo Chaves, localizada no bairro Iracy Coelho, é a 12ª instituição de ensino reformada pelo Projeto Revitalizando a Educação com Liberdade, em parceria com o Senai e Senac. A reforma está sendo finalizada na próxima semana e para quem chega ao bairro, o visual na região já é outro.

O “Revitalizando a Educação com Liberdade” é um projeto do TJMS, idealizado pelo juiz Albino Coimbra Neto, da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, e conta com diversas parcerias públicas e privadas com o objetivo de promover a reforma das escolas públicas da Capital utilizando a mão de obra carcerária e também o valor arrecadado com o desconto de 10% do salário de cada preso que trabalha via convênio em Campo Grande. Ou seja, o projeto destina não apenas o trabalho do preso, mas também o dinheiro deste para a revitalização de instituições públicas, as quais sofrem com a falta de infraestrutura adequada.

Nesta 12ª revitalização, diversas melhorias contemplam a instalação de um bebedouro novo, um pequeno depósito para o gás de cozinha, além de uma ampla cobertura na entrada para professores, alunos e funcionários e um espaço amplo e arejado para pais e alunos que necessitarem de algum serviço da secretaria.

Além disso, foi construído um depósito para materiais, assentos de concreto foram construídos em vários pontos do pátio da escola, houve também a ampliação da secretaria, a instalação de fiação elétrica nova, de uma coifa na cozinha, e de diversas torneiras para limpeza do local. A instituição ganhou também novo forro PVC e um belo paisagismo na entrada principal, todas estas benfeitorias feitas pelo grupo de presos que trabalhou na reforma. Vale ressaltar que os parceiros do Projeto foram fundamentais nesta obra, uma vez que o Senai ofereceu vários cursos aos detentos e o Senac doou 10 aparelhos de ar condicionado à escola.

Assim, com um novo visual, a escola fundada na década de 80 ganhou muitos elogios de pais, alunos, professores, funcionários e principalmente de moradores que admiram no dia a dia os trabalhos dos detentos ao longo desses 4 meses de reforma. “Moro aqui há 15 anos e ver uma escola assim bem reformada é de encher os olhos de lágrimas. Espero que os alunos mantenham ela assim”, ressaltou o morador Leôncio Espindola de Oliveira.

Saiba mais – Inaugurada há 35 anos, esta foi a primeira reforma da instituição. A obra teve início em novembro do ano passado. A equipe de presos encarregada dos trabalhos foi formada por 25 detentos do regime semiaberto de Campo Grande.

Com um custo de R$ 550 mil, o projeto "Revitalizando a Educação com Liberdade" entrega ao Estado mais esta reforma, que já totaliza, com todas as escolas atendidas, uma economia de R$ 8 milhões aos cofres públicos, beneficiando 10.034 alunos, e proporcionando a revitalização de 17.500 m².

O post Escola pública no Iracy Coelho é a 12ª reformada por detentos do semiaberto apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas