Diário Digital Estado atualiza bandeiras de risco e Capital é vermelho

Estado atualiza bandeiras de risco e Capital é vermelho

Os dados do boletim epidemiológico desta quinta-feira (8), da Secretaria de Estado de Saúde, mostram que o avanço da doença continua intenso no Estado. Até o momento, já foram registradas 1.395 mortes, com 10 óbitos consolidados nas últimas 24 horas. Até o momento, 73.548 casos da doença foram confirmados em Mato Grosso do Sul, com […] O post Estado atualiza bandeiras de risco e Capital é vermelho apareceu primeiro em Diário Digital.

Os dados do boletim epidemiológico desta quinta-feira (8), da Secretaria de Estado de Saúde, mostram que o avanço da doença continua intenso no Estado. Até o momento, já foram registradas 1.395 mortes, com 10 óbitos consolidados nas últimas 24 horas.

Até o momento, 73.548 casos da doença foram confirmados em Mato Grosso do Sul, com 521 casos novos. Atualmente, 434 pessoas estão internadas, com três vindos de outros Estados, sendo 228 em leitos clínicos e 209 em leitos de UTI. Há 4.555 pessoas em isolamento domiciliar e 67.164 curadas.

No ranking estadual de casos confirmados, Campo Grande se mantém na primeira posição (32.383 casos); em segundo lugar, Dourados (7.686 casos); em terceiro Corumbá (4.290); em quarto Três Lagoas (2.305) e, em quinto lugar, Sidrolândia (2.038).

Durante a live, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, reforcou ainda o alerta com proximidade do feriado prolongado e da importância da biossegurança para evitar o contágio.

Também às vésperas do feriado, o Governo do Estado atualizou as bandeiras do grau de risco de todos os municípios do estado e encaminhou aos prefeitos, nesta quinta-feira (08), os relatórios com as recomendações válidas até 23 de outubro, referentes à 40ª semana epidemiológica do Programa de Saúde e Segurança da Economia (Prosseguir).

Com relação ao mapa situacional anterior (38ª semana), observa-se que 31 municípios mantiveram seu grau de risco, 13  municípios melhoraram e 35 municípios pioraram, evidenciando a necessidade de mais empenho no cumprimento das recomendações do Programa, conforme ressaltou o Secretário de Estado de Governo e Gestão Estratégica, Eduardo Riedel, na live diária do Coronavírus. “ Nosso programa não é alarmista, mas também não é para ficarmos numa situação confortável. Tivemos uma piora na classificação da maioria dos municípios e isso mostra que temos que ter cautela e cuidado para que a gente não perca o controle da evolução da pandemia”. 

A Capital, que na última avaliação tinha bandeira amarela, foi para a classificação "vermelha" do programa estadual. Outros 27 municípios também ganharam em bandeira vermelha.

Em classificação de "grau elevado em relação à pandemia de covid-19", ou seja, na "bandeira vermelha", estão Anastácio, Angélica, Antônio João, Aparecida do Taboado, Aral Moreira, Batayporã, Guia Lopes da Laguna, Naviraí, Três Lagoas, Aquidauana, Bandeirantes, Antônio João, Brasilândia, , Caarapó, Cassilândia, Coronel Sapucaia, Corumbá, Costa Rica, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Itaquiraí, Jardim, Laguna Carapã, Naviraí, Miranda, Paranhos, Ponta Porã, Paranaíba, Taquarussu, Terenos e Vicentina.

Em "grau médio", está maior parte (41) dos municípios, com bandeira laranja. São eles Água Clara, Amambai, Anaurilândia, Camapuã, Caracol, Bodoquena, Bonito, Corguinho, Coxim, Deodápolis, Douradina, Dourados, Inocência, Itaporã, Ivinhema, Japorã, Jateí, Ladário, Maracaju, Mundo Novo, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Pedro Gomes, Porto Murtinho e Ribas do Rio Pardo, Tacuru, Sidrolândia, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde do Mato Grosso, Selvíria, Sete Quedas, Sonora, Rochedo e Santa Rita do Pardo.

Por fim, em "grau tolerável", e bandeira amarela, se encontram os municípios de Alcinópolis, Eldorado, Figueirão, Iguatemi, Jaraguari, Juti, Novo Horizonte do Sul e Paraíso das Águas. Nenhuma cidade é considerada bandeira cinza, de grau extremo. Também nenhum ganhou a classificação verde, de grau baixo.

O post Estado atualiza bandeiras de risco e Capital é vermelho apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas