Diário Digital Estudantes protestam contra reajuste da mensalidade em universidade privada

Estudantes protestam contra reajuste da mensalidade em universidade privada

Nesta segunda-feira, 28 de Março, os acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Anhanguera Uniderp estão protestando contra a infraestrutura, preço alto da mensalidade e a falta de organização nos valores dos estudantes do Programa de Financiamento Estudantil (FIES), em Campo Grande (MS). A equipe do Diário Digital conversou os representantes que informaram que o […] O post Estudantes protestam contra reajuste da mensalidade em universidade privada apareceu primeiro em Diário Digital.

Nesta segunda-feira, 28 de Março, os acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Anhanguera Uniderp estão protestando contra a infraestrutura, preço alto da mensalidade e a falta de organização nos valores dos estudantes do Programa de Financiamento Estudantil (FIES), em Campo Grande (MS).

A equipe do Diário Digital conversou os representantes que informaram que o valor do curso, é incompatível com o serviço ofertado. Além disso, as reivindicações dos estudantes nunca foram atendidas. A acadêmica do 4° semestre, Fernanda Marques, de 32 anos de idade, contou que a mensalidade é de 14.500,00. "Um dos principais fatores dos estudantes no protesto é o valor da mensalidade. Fora os reajustes que estão programados ao decorrer do ano, que acaba ficando inviável para os estudantes".

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Ata de protesto já foi assinada por 226 estudantes
(Fotos: Luiz Alberto)

"Temos acadêmicos que tiveram um reajuste de 100% no FIES e outros que tiveram um aumento de mais de 100%. Então as pessoas que começaram a pagar no início da faculdade 2 mil, a partir do meio do ano, irão pagar 6 mil. O Programa de financiamento é para dar oportunidade dos estudantes conseguirem financiar um curso de valor alto e para pagar depois de sua formação e não é isso que está acontecendo".

"Com esses aumentos, a Universidade está colocando também dividias diretamente com os alunos do FIES. Tem acadêmicos que estão com uma divida de 50 mil com a Instituição. É inadmissível, sendo que o contrato é diretamente com o banco, que em seguida, repassa para a faculdade", concluiu Fernanda.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Fotos: Luiz Alberto)

Já o acadêmico do 4° semestre, Gustavo Andrade Girardi, de 21 anos, disse que os estudantes querem que o valor da mensalidade abaixe ou no mínimo o congelamento do preço. "Queremos que melhore e invistam na estrutura. Os projetores da Universidade não funcionam, desta forma, os professores acabam não conseguindo lecionar. Estamos sem laboratórios, nossas aulas de anatomia e histologia estão sendo passadas em slides".

"Além disso, a desorganização da Instituição é enorme. Inúmeros alunos estão com problemas no FIES, com dividas absurdas que são inexistentes e sem procedência", relatou o acadêmico Gustavo.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Situação dos banheiros na universidade
(Fotos: Reprodução)

Até o momento, 226 estudantes assinaram a ata de protesto. Durante a manhã (28), alguns estudantes foram chamados pelo coordenador do curso e ficou marcada para próxima quarta-feira (28) uma reunião em relação a estrutura da faculdade. Porém, até o momento não houve nenhuma posição da Universidade em relação ao valor da mensalidade, que é administrada pela empresa Kroton Educacional.

O Diário Digital entrou em contato com a assessoria de Instituição e até o momento não obteve resposta.

Veja vídeo:

(Vídeo: Reprodução)

O post Estudantes protestam contra reajuste da mensalidade em universidade privada apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas