Diário Digital “Falta o poder público chegar a quem realmente precisa em Campo Grande”

“Falta o poder público chegar a quem realmente precisa em Campo Grande”

Com mais de 30 anos dedicados à Polícia Civil, a delegada Sidnéia Catarina Tobias acredita que é na segurança pública que aparecem os reflexos da vulnerabilidade e da ineficiência do poder público em outras áreas como saúde, educação e assistência social. Candidata a prefeitura de Campo Grande pelo PODEMOS, ela participou nesta quinta-feira (05) da […] O post “Falta o poder público chegar a quem realmente precisa em Campo Grande” apareceu primeiro em Diário Digital.

Com mais de 30 anos dedicados à Polícia Civil, a delegada Sidnéia Catarina Tobias acredita que é na segurança pública que aparecem os reflexos da vulnerabilidade e da ineficiência do poder público em outras áreas como saúde, educação e assistência social. Candidata a prefeitura de Campo Grande pelo PODEMOS, ela participou nesta quinta-feira (05) da Rodada de Entrevistas que a Rede MS realiza com todos postulantes ao cargo.

Antes de se tornar delegada, Sidnéia Tobias foi professora na rede pública e particular de ensino e também é formada em Direito. Ocupou cargos de gestão na segurança pública estadual e foi a primeira mulher a comandar o Garras. “Como professora, advogada, delegada e mãe eu vivenciei muitas situações que me fazem acreditar que para melhorar a vida das pessoas é preciso de políticas públicas sérias especialmente em saúde, educação e segurança que, para mim, são pontos inegociáveis”, afirma.

Uma das suas propostas é ampliar a qualificação da Guarda Civil Metropolitana, ampliar o videomonitoramento nas regiões da cidade em situação de maior vulnerabilidade e estreitar parcerias com as outras forças de segurança criando um Gabinete de Gestão Integrada. “Esse gabinete será diretamente ligado que a mim e de onde poderei, com base nos números, extrair respostas para as outras áreas. Esse gabinete será o termômetro de onde é preciso investir mais ações”, detalha.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Fotos: Luciano Muta)

Para a candidata do PODEMOS a vulnerabilidade social acaba tendo consequências que podem ser avaliadas pelas ocorrências policiais. “As famílias estão em favelas, sem saúde, falta escola, falta emprego, há presença de álcool, de drogas. Tudo isso faz aumentar a violência e ocorrência de crimes”, ressalta.

Com a Guarda Civil Metropolitana, a candidata tem a proposta também de ampliar ações preventivas em segurança pública. “Muitas coisas acontecem em uma família que configuram crime e ninguém sabe. Tem mulher que não tem conhecimento da Lei Maria da Penha”, afirma.

Na educação, a candidata Sidnéia Tobias tem como prioridade concluir as obras dos centros de educação infantil que foram paralisadas. “Além de terminar essa obra, o local vai oferecer um horário diferenciado para os pais que trabalham. E outra prioridade é ampliar a quantidade de escolas de tempo integral para dar tranquilidade aos pais e evitando que criança e o jovem não fiquem ociosos e não sejam cooptados pela marginalidade”, ressalta a candidata.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Fotos: Luciano Muta)

Outro ponto destacado no seu programa de governo é o reconhecimento do trabalho do professor. “Além de escola estruturada é preciso ter o professor valorizado. Nesse momento de pandemia eles tiveram que se reinventar, aprenderam a se aparelhar para garantir as aulas e também o material físico de ensino”, avalia.

Ainda segundo a candidata, a gestão municipal precisa de mais planejamento e cita a situação de alagamentos. “Faz asfalto sem pensar na drenagem”, lamenta. “Eu acredito que Campo Grande precisa ter suas políticas públicas levadas mais a sério. Falta o poder público chegar a quem realmente precisa”, pontua.   

Entre as ações de saúde de seu plano de governo está a informatização do sistema de atendimento, mutirões para zerar a fila de espera, ampliar número de pediatras, criar Centro de Especialidade Médica em cada região da cidade e fortalecer os centros de atendimento e tratamento de dependentes químicos.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
(Fotos: Luciano Muta)

A participação de Sidnéia Catarina Tobias foi a décima terceira na Rodada de Entrevistas. Cada um dos concorrentes tem a oportunidade de falar sobre seus projetos de governo no Programa Balanço Geral (TV MS Record), Noticidade (FM Cidade 97) e Diário Digital. A ordem de participação foi definida por meio de sorteio realizado na presença de todos os representantes de partidos e coligações em reunião preliminar na sede da Rede MS, no dia 08 de outubro. 

No programa Balanço Geral MS a entrevista começa às 11h40. A duração é de 12 minutos, sendo 10 minutos de perguntas e respostas e dois minutos para as considerações finais. No Noticidade a sabatina começa na sequência, a partir das 12h também com duração será de 12 minutos. Na televisão e na rádio, as entrevistas são conduzidas pela jornalista Ellen Genaro.

Todos os procedimentos da Rodada de Entrevistas atendem à legislação eleitoral e também as medidas de biossegurança em virtude da pandemia do novo coronavírus. Nesta sexta-feira feira, 06 de novembro, a participação é do candidato Márcio Fernandes, do MDB.

O post “Falta o poder público chegar a quem realmente precisa em Campo Grande” apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas