Diário Digital Família pede doações para rapaz acamado há 5 anos após ter sofrido um acidente de trânsito

Família pede doações para rapaz acamado há 5 anos após ter sofrido um acidente de trânsito

Aline Fernandes Aguilera, de 42 anos, pede doações para seu irmão, Arthur Fernandes Aguilera de 39 anos, que está acamado após um acidente de trânsito. "Estou pedindo ajuda porque sei que assim como eu, muitas outras famílias também precisam de doações e muitas vezes não buscam ajuda", salienta. Arthur sofreu um acidente no dia 28 […] O post Família pede doações para rapaz acamado há 5 anos após ter sofrido um acidente de trânsito apareceu primeiro em Diário Digital.

Aline Fernandes Aguilera, de 42 anos, pede doações para seu irmão, Arthur Fernandes Aguilera de 39 anos, que está acamado após um acidente de trânsito.

"Estou pedindo ajuda porque sei que assim como eu, muitas outras famílias também precisam de doações e muitas vezes não buscam ajuda", salienta.

Arthur sofreu um acidente no dia 28 de fevereiro de 2017. O jovem pilotava uma motocicleta quando foi atropelado por um caminhão da Solurb que é a concessionária responsável pela gestão da Limpeza Urbana e o Manejo de Resíduos Sólidos do Município de Campo Grande.

O jovem que sofreu traumatismo craniano gravíssimo, perdeu a fala e os movimentos. E também sofreu um traumatismo no tórax, e por esse motivo se alimenta via gastrostomia com uma dieta especial (sonda alimentar colocado entre a cavidade do estômago e a parede do abdômen, utilizada para alimentação), e também se alimenta de frutas por via oral.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Arthur Fernandes Aguilera (Foto: Divulgação/ Luciano Muta)

Aline Aguilera conta que a empresa não deu nenhum tipo de assistência para Arthur, por esse motivo estão com processo em andamento. Também comenta sobre a situação que fez com que ela e a mãe buscassem ajuda com a equipe do Diário Digital.

"Hoje em dia nós não temos um respaldo e por conta da pandemia dificultou tudo. A casa da saúde não tem insumos básicos, não tem equipo, frasco, e fraldas. Aí você entra pela defensoria que também está com uma demanda muito grande que ela não atende só saúde. Então nós entramos com um processo e todo mês a gente liga, eles atendem a gente muito bem, não tenho o que reclamar, mas eu preciso de um socorro", afirma.

A irmã de Arthur conta que os insumos que estão em falta na Casa da Saúde são: dieta especial, equipo, frasco, seringa e fraldas.

Além da situação sobre a falta de insumos, Aline que é formada em administração ficou desempregada neste período de pandemia. "Meu setor de serviço que era de eventos parou e hoje eu estou desempregada, então eu me dedico a cuidar do Arthur", disse.

"Tem um mês que eu estou em casa. E aperta ficar sem emprego, nós tivemos que vender o carro, vendemos um monte de coisa e reduzimos custos, porque nossa prioridade é o Arthur. E depois que eu fiquei desempregada o Arthur ficou sem fonoaudióloga e sem fisioterapeuta como era antes, porque nós não temos mais condições. Zerou nossa renda toda. Nós tínhamos um dinheiro e já foi tudo. Uns amigos visitam e ajudam, mas toda semana tem um custo, só a dieta por semana é R$288,00 uma caixa, a fralda é R$198,00, então está complicado", acrescenta

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Tabela de despesas mensais do Arthur, sem incluir a a fonoaudióloga e a fisioterapeuta (Imagem: Divulgação/ Aline Aguilera)

A aposentada Lienal Fernandes Aguilera, de 67 anos, é mãe de Aline e Arthur. Ela fala sobre seus netos, filhos de Arthur e conta que apesar da situação nunca perdeu a esperança. "O Arthur tem dois filhos, um de 14 anos e outro de 5 anos, e agora na nossa situação não podemos dar nada para os meus netos. Antes, quando a Aline trabalhava ela dava material escolar para o mais velho, e algum presentinho para o mais novo, e sempre ajudava com um dinheirinho para eles, mas e hoje? Hoje meus netos veem aqui e eu não tenho nada para dar a eles, infelizmente no momento não podemos ajudar, ficaram com as mães, mas não perdemos a esperança que Deus vai nos ajudar e vamos melhorar de situação", acredita.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Lienal Fernandes Aguilera, mãe de Arthur e Aline (Foto: Divulgação/ Luciano Muta)

"O nosso desespero hoje é porque estamos devendo muito o pessoal que atendia o Arthur, não conseguimos pagar. Porque ela [ Aline] ficou desempregada, e ficou tudo atrasado. Nós temos a fonoaudióloga, a fisioterapeuta, os técnicos em enfermagem que ajudaram no banho, porque o Arthur é muito pesado, eu e a Aline não damos conta, porque ele tem quase 1,90 de altura e quase 90 kg", conta Lienal.

Entramos em contato com a assessoria da Solurb e fomos informados de que a empresa não se manifesta sobre questões em trâmite judicial. Também tentamos contato com a assessoria de comunicação da Secretaria da Saúde sobre a falta de insumos e até o momento da publicação dessa matéria não obtivemos resposta.

Arthur faz uso da dieta Isosource Nestlé com 1.2 com fibras e usa a fralda XG da Bigfral, pois não dá alergia.

Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Dieta especial
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Fraldas J
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Frasco da dieta
Diário Digital

Diário Digital

Diário Digital
Fraldas XG (Foto: Divulgação/ Luciano Muta)

A família faz um apelo para que as pessoas que se comoverem com a situação deles realizem doações de fraldas, dieta, equipo, frasco dieta, seringa, valores em dinheiro, ou até mesmo algum profissional em fisioterapia ou fonoaudiologia ,voluntário possa ajudá-la.

Para quem deseja realizar doações ou ajudar a família de alguma forma, pode entrar em contato com a Aline Aguilera pelo telefone (67) 99688-9352 ou realizar doações plea chave pix CPF: 855.683.761-15.

O post Família pede doações para rapaz acamado há 5 anos após ter sofrido um acidente de trânsito apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas