Diário Digital Festas clandestinas são culpadas pelo”lockdown”

Festas clandestinas são culpadas pelo”lockdown”

Atendendo a solicitação da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), o governo do Estado adiou para o dia 13 de junho, próximo domingo, o início do decreto estadual que determina as medidas restritivas para combater a proliferação da Covid-19. O setor do comércio tem 48 horas para se organizar. Nesta sexta-feira, 11 […] O post Festas clandestinas são culpadas pelo”lockdown” apareceu primeiro em Diário Digital.

Atendendo a solicitação da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), o governo do Estado adiou para o dia 13 de junho, próximo domingo, o início do decreto estadual que determina as medidas restritivas para combater a proliferação da Covid-19. O setor do comércio tem 48 horas para se organizar.

Nesta sexta-feira, 11 de junho, o presidente da Câmera dos Dirigentes Lojistas (CDL), Adelaido Vila participou do programa do programa Noticidade Primeira Edição da Rádio FM 97 e enfatizou a ideia de que Mato Grosso do Sul vive , hoje, dois grandes colapsos: da saúde e da economia.


Conforme Adelaido, o decreto que determina o fechamento por 14 dias de atividades não essenciais pegou os comerciantes de surpresa. "Na quarta-feira (9), o programa prosseguir tinha publicado que Campo Grande estava na bandeira vermelha com um toque de recolher mais extenso, com isso os comerciantes se prepararam para o dia dos namorados. Compraram grandes estoques, principalmente os restaurantes onde a data é a melhor do ano para esse público", explicou Adelaido.

Para o presidente da CDL, comércio está sofrendo com as atitudes de pessoas que não se importam com a pandemia. " As aglomerações não são culpa dos comerciantes e sim dos inconsequentes que continuam nas festas clandestinas e certamente nesses 14 dias de fechamento vão continuar se aglomerando. É uma situação lamentável", ressaltou.

De acrodo com Adelaido Vila as medidas de biossegurança são importantes e estão sendo levadas a sério pelo setor. "Os comerciantes não estão negando a pandemia, o vírus está matando, mas a culpa não é dos trabalhadores e sim irresponsabilidade política", afirma.


De acordo com o Governo de Mato Grosso do Sul, a reclassificação passa a valer a partir de domingo (13), quando 43 municípios passam para a bandeira cinza, de grau extremo, seguindo uma série de restrições, como toque de recolher às 20h e funcionamento apenas de serviços considerados essenciais.

Outras sete cidades foram classificadas na bandeira laranja (grau de risco médio) e 29 foram colocadas na bandeira vermelha (grau de risco alto). Durante o período de maior restrição, as Polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros vão fiscalizar o cumprimento das regras.

O post Festas clandestinas são culpadas pelo”lockdown” apareceu primeiro em Diário Digital.

Últimas